Sony revela Project Morpheus, headset de realidade virtual

Acessório do PS4 será semelhante ao Oculus Rift

19/03/2014 11:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação/Sony
(foto: Divulgação/Sony)
A Sony revelou em sua conferência da GDC 2014 seu headset de realidade virtual, que recebeu o nome provisório de Project Morpheus. Inúmeros rumores já alarmavam que a gigante japonesa estaria desenvolvendo o produto – o próprio Shuhei Yoshida, da SCE Worldwide Studios, brincou com isso na abertura da conversa: “Boa tarde pessoal, e obrigado por comparecer a essa secreta sessão da Sony. Vocês não fazem ideia do que vamos falar aqui”, ironizou, arrancando risadas dos presentes.

Depois de saudar os convidados, Yoshida listou as novidades tecnológicas que a Sony já implementou no mercado, como o CD-ROM, gráficos 3D, etc. Em pouco tempo, ele foi ao que interessava: o Project Morpheus para PlayStation 4, que ainda é uma tecnologia em desenvolvimento e sem previsão de lançamento, mas estará disponível para quem quiser experimentá-la durante a Game Developers Conference, que acontece nesta semana em São Francisco, nos Estados Unidos.

Durante a apresentação, a Sony exibiu demos de alguns jogos utilizando a nova tecnologia, como God of War. “Ao olhar para baixo, vi que meu corpo era o de Kratos. Senti uma experiência poderosa”, comentou Yoshida. Outras demonstrações que chamaram a atenção foram The Castle e The Deep – pequenas experiencias criadas apenas para testar possibilidades do produto. Em The Castle, o controle do PS Move era usado para o jogador brandir uma espada.

Divulgação/Sony
(foto: Divulgação/Sony)
Além destes, uma versão especial de Thief e EVE Valkyrie são os jogos com suporte ao Project Morpheus. O headset permitirá um campo de visão de 90º, resolução de 1080p e capacidade de movimento total da cabeça – ou seja, se o jogador girar o corpo para ver o que está nas suas costas, no chão ou em qualquer lugar do ambiente, os sensores de movimento do Morpheus farão com que seu personagem nos jogos acompanhe a rotação. Além disso, o sistema de som terá a capacidade de simular mais de 60 autofalantes, o que aumenta ainda mais a imersão.

As semelhanças com o Oculus Rift, que foi financiado em uma campanha de Kickstarter, são muitas. Mas a Sony não evitou essa polêmica: antes de sair do palco, Yoshida ressaltou que o Oculus VR foi inovador no setor. “Tenho um enorme respeito por eles e nós nos inspiramos na reação entusiasmada dos jornalistas que o testaram”, confessou.

Nova mídia

A Sony também falou um pouco sobre seus planos para a realidade virtual em seus jogos. Seis pontos foram ressaltados. O primeiro, e mais importante, é que a tecnologia será tratada como uma nova mídia, e não um periférico. Em segundo lugar, foi ressaltado que 'a presença é a característica matadora'. 'Jogos são apenas um tipo de conteúdo', 'Emoção é amplificada', 'a experiência é social' e 'é para todos' foram os demais pontos tratados na apresentação.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES