Na vanguarda: Minas Trend completa 10 anos de existência

Com a participação de 201 expositores a maior feira de moda de Minas, que começa amanhã, divulga um saldo mais do que positivo em uma década de existência . Além de lançar tendências para as próximas temporadas, o evento comercial responde pela negociação maciça das vendas das grifes participantes, o que demonstra a importância do salão para o segmento, que é um dos principais geradores de empregos do país.

por Anna Marina 02/04/2017 07:00

Maria Tereza Correia/EM
(foto: Maria Tereza Correia/EM)
Quando o então presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) Robson Andrade convidou o Estado de Minas para participar das reuniões preparatórias de uma novidade no estado, uma semana inteiramente dedicada à moda, a aceitação foi imediata. As primeiras reuniões realizadas na Fiemg, com alguns dos principais estilistas da época, foram definindo a formatação da promoção, que deixou de lado o temporário para definir-se como uma ação da poderosa entidade em defesa do setor, que estava começando a perder sua força nacional. As propostas românticas, como desfiles pela Avenida Afonso Pena e cartazes espalhados pela cidade, foram transformadas em uma proposta concreta: o fundamental da empreitada era criar uma feira para divulgar e vender a produção das confecções mineiras. Posto isso, foi definida a formatação da feira, que encobria estandes para venda dos produtos, salão de negócios, desfiles diários das coleções e convites para a participação da imprensa nacional e internacional.

Maria Tereza Correia/EM
(foto: Maria Tereza Correia/EM)

Desde a primeira edição – realizada em Alphaville – a Minas Trend Preview (MTW) como se chamava então – mostrou a que veio. As confecções se esmeravam na criação de coleções destinadas a um amplo público de compradores e a programação abriu também espaços para reuniões de cunho educacional, como palestras para especialistas em problemas da área e outros assuntos. A proposta inicial da Fiemg, aumentada, logo provocou reação de outras realizações idênticas, que apenas se ocupavam em lançar coleções através de desfiles, sem outra preocupação. Vaticinou-se então que a MT não iria longe – aqui estamos comemorando 10 anos de funcionamento, com dois desfiles anuais.


Olavo Machado, ao suceder a Robson Andrade que foi para Brasília, tomou como empreitada fazer da feira mineira um sucesso cada vez maior. Ao mudar a promoção para a Expominas, abriu maiores possibilidades para aumento de estandes participantes, a definição da área de desfiles diários – além da solenidade de abertura – um concurso para a inclusão de novos participantes escolhidos pelo público e a aceitação nacional da feira mineira.

Divulgação
(foto: Divulgação)

Como somos um estado voltado para o artesanato, a Minas Trend transformou-se, ao logo desses anos de funcionamento, em um celeiro de roupas de festas, que de certa forma caracterizam e definem sua força maior. Ao lado de coleções casuais, de acessórios, complementos e bijuterias, cada edição da feira traz a Minas compradores de todo o país e de países vizinhos em busca de criações absolutamente impecáveis, em bordados, aplicações, rendas, modelagem. É essa preocupação com a qualidade que solidifica a fama e a importância da criação da Fiemg. Nesses 10 anos de funcionamento muito bem- sucedido, a Minas Trend é, sem dúvida, responsável pelo fortalecimento e continuidade de um setor que só distingue a Fiemg e Minas Gerais.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE FEMININO