Morre o escritor russo Daniil Granin aos 98 anos

Escritor e roteirista documentou os horrores da Segunda Guerra Mundial e escreveu várias obras de ficção

por Correio Braziliense 05/07/2017 16:03
Internet/Reprodução
Daniil Granin no Dia internacional da lembrança do Holocausto em 2014. (foto: Internet/Reprodução)
O escritor e roteirista russo Daniil Granin morreu na noite desta terça-feira, 04, aos 98 anos, em um hospital de São Petersburgo, onde estava internado na UTI. 

Daniil Granin era formado em engenharia industrial e serviu o exército soviético voluntariamente durante a Segunda Guerra Mundial, ganhando sua primeira condecoração da ordem da Estrela Vermelha. Seu primeiro trabalho como escritor foi uma breve história sobre estudantes de pós-graduação, intitulada como Variant vtoroi (A segunda variante), que foi publicada em uma revista em 1949.

Ele escreveu vários livros, tendo muitos transformados em filmes, ganhando rápida popularidade. Durante a carreira escreveu vários romances inspirados em sua experiência como engenheiro, descrevendo cientistas lutando por suas invenções contra a burocracia que o país sofria na época. 

A principal obra do escritor, foi A book of the blockade, escrita em conjunto com Ales Adamovich na década de 1970.

Em 2005, o escritor foi condecorado com as maiores distinções soviéticas e russas, sendo declarado cidadão ilustre de São Petersburgo. No ano de 2014, em uma das poucas aparições de Granin, fez um discurso comovente no parlamento alemão no Dia internacional da lembrança do holocausto.  
 
HOMENAGENS 
Algumas autoridades russas lamentaram a morte de Daniil Granin, entre elas o presidente Vladimir Putin e o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev
 
Vladimir Putin elogiou o escritor como ''grande pensador'' e um ''homem de grande força espiritual''.

''Daniil nos deixou histórias honestas sobre o homem e o tempo. Ele escreveu sobre coisas que doem lembrar, mas que são impossíveis de esquecer, ele deixou um legado, o seu segredo de misericórdia'', escreveu o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, em sua página do Facebook

Segundo informações do site CBC, Granin será enterrado no sábado no cemitério de Komarovo, fora de São Petersburgo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS