Natura Musical muda estratégia de patrocínio de artistas

Em vez de se restringir a produzir discos e promover pequenas turnês, empresa agora se envolverá em outras etapas: distribuição, circulação de shows, apoio a festivais locais. Inscrições vão até 21 de julho

por Pablo Pires Fernandes 04/07/2017 07:00
Felipe Giubilei/Natura/Divulgação
(foto: Felipe Giubilei/Natura/Divulgação)
São Paulo – Patrocinadora da arte produzida em vários estados brasileiros, a Natura Musical lança hoje o edital de seleção para para formentar cantores, compositores e grupos de acordo com a nova estratégia de marketing da indústria de cosméticos. Minas Gerais, onde está sediado um dos centros de distribuição de produtos, será contemplada com edital próprio. As novidades são fruto de uma reavaliação do programa de patrocínio da empresa.

Desde 2005 apoiando artistas novos e consagrados, o Natura Musical não quer se restringir a produzir discos e promover pequenas turnês dos artistas de seu casting. Agora, o plano é criar um envolvimento mais perene, que tenha efeito multiplicador no cenário brasileiro. Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da Natura, destaca que a estratégia prevê a criação de uma rede de colaboradores em todos os níveis da produção musical. Assim, a ênfase não será apenas a produção ou gravação de um disco, mas o envolvimento da empresa em outras etapas: distribuição, circulação de shows, apoio a festivais já existentes em várias cidades – o que implica parceria com produtores locais.

Ao longo dos 11 anos, o Natura Musical investiu R$ 126 milhões em ações de fomento, shows e apoio a festivais. Desse montante, 41% foram gastos por meio de mecanismos de incentivo (Lei Rouanet e leis estaduais) e 59% por meio de marketing direto. Para este ano, os novos editais prevêem R$ 5,6 milhões por meio dos mecanismos estatais de incentivo, além de investimento em ações de marketing que deverão ser direcionadas de acordo com estratégias pontuais.

Outra novidade é a ampliação do número de parceiros curadores de cinco ou seis para entre 15 e 20. Fernanda sustenta que o aumento da rede de curadoria deve garantir maior pluralidade estética à seleção, além de abrir a possibilidade de que as parcerias promovam formas de divulgação e envolvimento de outras instâncias para criar uma malha de economia criativa.

Com a mudança, a Natural Musical destaca a palavra “engajamento” na busca por maior participação dos consumidores em projetos da marca. “Além da música brasileira, queremos que o Natura Musical seja também um retrato do momento artístico, que sirva de um meio para garantir a representação de uma época”, enfatiza Fernanda, acrescentando que os curadores devem privilegiar pessoas envolvidas em projetos coletivos, ações sociais e que tenham, de certa maneira, capacidade ou potencial para vocalizar anseios e tendências das novas gerações.

NOVOS
Mesmo sem deixar artistas consagrados de lado, a estratégia deverá privilegiar as novas gerações e apostar na riqueza e na multiplicidade da música brasileira. A empresa percebeu que a cena do país vive um bom momento e ganhou novo impulso com a chegada das novas tecnologias, barateando custos de gravação e distribuição.

Por isso, o enfoque de 2017 será suprir as lacunas que o mercado ou mesmo os artistas não conseguem enfrentar sozinhos, investindo para desatar os nós para que a cena musical floresça associada à marca, o que é uma opção de marketing mais eficiente e inteligente, diga-se. Nesse sentido, como diz Fernanda, a música deixa de ser um fim e passa a ser um meio.

Na mesma direção, o portal da Natura, que traz bastante informação sobre os artistas patrocinados e acesso aos álbuns (com opção de download), terá conteúdo expandido. A ideia é agregar entrevistas e conteúdos extras para abordar comportamento e dar voz a movimentos estéticos ou sociais.

* Viajou a convite da Natura Musical


NATURA MUSICAL
Inscrições abertas até 21 de julho, exclusivamente pelo site naturamusical.com.br. Informações: (11) 5056-9832/ 33 ou edital@naturamusical.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS