Católicos processam Porta dos Fundos por vídeo sobre os Dez Mandamentos

Centro Dom Bosco pede indenização por danos morais de R$ 5 milhões pela esquete

por Diário de Pernambuco 26/06/2017 10:31
YouTube/Reprodução
Esquete é estrelada por Fabio Porchat, Luis Lobianco e Gabriel Totoro. (foto: YouTube/Reprodução)
Uma associação católica do Rio de Janeiro acionou a justiça contra o Porta dos Fundos por conta de um vídeo ironizando a bíblia. O Centro Dom Bosco entrou com uma ação por danos morais na 46ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) por Céu católico, publicado no dia 8 de outubro de 2016, pedindo R$ 5 milhões em indenização. O valor é correspondente ao número de visualizações da produção, que acumula pouco mais 4,9 milhões de acessos. 

Na página no Facebook, o Centro Dom Bosco solicitou que os seguidores orassem pelo processo. ''Pedimos a oração de todos. Viva Cristo Rei'', diz a publicação. O vídeo, estrelado por Fabio Porchat, Luis Lobianco e Gabriel Totoro, ironiza os Dez Mandamentos da Igreja Católica através de uma esquete na qual um homem chega ao céu e se depara com Adolf Hittler, que, apesar de ter comandado a morte de milhares de pessoas por meio do Nazismo, está no ''paraíso'' por ser católico. 
 
''Eu sei que ele foi um dos piores seres humanos, um monstro. Um ser desprezível. Mas olha só, ele era católico e na hora da morte, pediu perdão. E, eu, benevolente como só eu, perdoei'', diz Porchat, que interpreta Deus. O homem, então, pede para ver os pais, mas é impedido porque ambos foram para o inferno. ''Ela comeu crustáceos durante a vida, não pode. Está lá no Velho Testamento'', diz o personagem. ''Ela era um máximo, mas cada lagostinha que ela comia era uma facada, mas regra é regra''.  

No mês de abril, a Viacom International Media Networks anunciou que havia adquirido Porta dos Fundos como plano de expansão das atividades na América Latina. A empresa, gigante no mercado de mídia, é responsável pelos direitos de transmissão da MTV, Comedy Central, Nickelodeon, Paramount Channel e outros canais televisivos. ''À medida que continuamos aumentando escala na região da América Latina, nosso investimento para a aquisição do Porta dos Fundos reforça nosso compromisso com o mercado brasileiro e amplia nossa capacidade de criar conteúdo inovador, muitas vezes já nascidos em plataformas digitais, que irão complementar os recursos e as marcas da Viacom já existentes'', disse o presidente da VIMN Américas. 
 
Abaixo, confira o vídeo que causou a polêmica:
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS