Laudo médico confirma suicídio como causa da morte de Cornell

O cantor foi encontrado morto no banheiro de uma casa de shows em Detroit, após uma apresentação do seu grupo Soundgarden

por Estado de Minas 18/05/2017 17:16

KEVIN WINTER
Laudo médico aponta que cantor se enforcou (foto: KEVIN WINTER)
O laudo médico confirmou a causa da morte de Chris Cornell como suicídio por enforcamento, segundo a agência de notícias The Associated Press. O cantor, de 52 anos, um dos grandes ídolos do grunge e vocalista do grupo Soundgarden foi encontrado morto no banheiro de uma casa de shows de Detroit, após uma apresentação do grupo. 

 
Um amigo da família ligou para o serviço de emergência (911) por volta da meia-noite desta quinta-feira, 18, depois que foi verificar a presença de Cornell e encontrou o músico "sem resposta" no chão do banheiro do MGM Grand, onde o Soundgarden havia se apresentado. Quando o serviço de emergência chegou, Cornell foi declarado morto no local.
 
O representante do cantor, Brian Bumbery, resumiu que a morte de Cornell foi “súbita e inesperada”, segundo informou a CNN, que reportou também que a família está chocada.
 
Cornell nasceu em Seattle, Washington, berço do grunge. Em 1984 fundou o Soundgarden, uma das quatro bandas símbolos do movimento grunge, ao lado do Nirvana, Alice in Chains e Pearl Jam.

Depois de também participar no projeto Temple of the Dog, no início dos anos 2000 Cornell se uniu a três ex-integrantes do Rage Against The Machine e criou a banda Audioslave.

O grunge foi muito popular entre 1991 e 1994, ano em que o Soundgarden chegou ao primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos com o álbum Superunknown.
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS