Filme indicado ao Oscar teria inspirado assassinato nos EUA

De acordo com um promotor de Nova York, o filme 'Manchester à beira-mar' teria inspirado um casal a matar o próprio filho adotivo

por Estado de Minas 12/04/2017 16:33
Sony Pictures/Reprodução
Casey Affleck lavou o prêmio de Melhor Ator no Oscar 2017. (foto: Sony Pictures/Reprodução)
Um promotor de Nova York está certo de que o indicado ao Oscar de melhor filme, Manchester à beira-mar, inspirou um casal a matar o próprio filho adotivo. De acordo com o jornal The Guardian, Ernest e Heather Franklin estão sendo acusados de ter matado Jeffrey, filho adotivo de 16 anos, e em seguida incediado a casa para acobertar as evidências

O suposto crime aconteceu no condado de Chenango, em Nova York, em 28 de fevereiro de 2017, dois dias após a premiação do Oscar. O resultado da autópsia indica que a vítica morreu antes do incêndio. O promotor do caso, Joseph McBride, defende que a trama ficcional inspirou o casal. ''Em duas horas que o filme foi exibido para este réu e seu marido, Jeffrey falecia'', afirmou. 
 
Manchester à beira-mar levou dois prêmios Oscar deste ano - Melhor Ator para Casey Affleck e Melhor Roteiro Original - conta a história de um homem que vive em luto após ter acidentalmente incendiado a própria casa, matando os três filhos. Na trama, o personagem é inocentado. 

Segundo o advogado dos acusados, o casal é inocente ''até que se prove o contrário''

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS