Pampulha vai sediar a maior festa de Réveillon de BH

Agora patrimônio cultural da humanidade da Unesco, conjunto arquitetônico da Pampulha receberá 27ª edição do Réveillon da TV Alterosa

por Mariana Peixoto 30/12/2016 10:00

Marcos Vieira/EM/D.A Press
Pampulha recebe o 27ª edição do Réveillon da TV Alterosa. (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Todo ano é igual, mas diferente. Neste, ainda mais. Com o reconhecimento do conjunto moderno da Pampulha como patrimônio cultural da humanidade, título concedido pela Unesco em julho, todos os olhos de Belo Horizonte estarão voltados para a região neste réveillon. Mais especificamente para os céus, onde, a partir da meia-noite de amanhã, ocorrerá a 27ª edição do Réveillon da TV Alterosa. Serão 12 minutos de show, com fogos que vão surgir a partir de sete balsas posicionadas na lagoa.

No entanto, a festa, que reúne milhares de pessoas, tem início bem antes. Já a partir das 20h, o público começa a chegar na Pampulha. Tanto os que vão ficar nas ruas quanto os que curtem a passagem de ano nos clubes ao redor da lagoa.

''Este ano foi muito singular para a Pampulha, talvez o mais singular desde a sua construção. Em 2016, tivemos fogos na região em outras ocasiões, mas, obviamente, a passagem de ano simboliza muita coisa, representa o festejar da Pampulha. Acho ainda que abrir um ano com festa significa o compromisso de todos os cidadãos com a Pampulha'', afirma o presidente da Belotur e da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas Oliveira.

O evento, que começou em 1990 na Praça do Papa (onde só teve uma edição), virou tradição em BH. O show receberá todos os tipos de fogos que existem para balsas, com mais de 150 efeitos e cores variadas. Serão estourados cakes, candelas e morteiros de até 10 polegadas.

''Estamos fazendo um trabalho diferente este ano. Com os produtos que estamos usando (fogos são do Brasil, da China e da Itália), haverá menos poluição sonora (menos estrondos) e mais cores'', afirma Wellington Oliveira, da empresa Mult-Fogos, que, pela terceira vez, realiza o show em BH. Sua equipe – serão 25 pessoas trabalhando para os fogos – começou a montar a estrutura na segunda-feira.

 


''Buscamos sempre uma visão diferente, para que possamos demonstrar todo o nosso amor por Minas. Nos empenhamos para que a queima de fogos do 27º Réveillon da TV Alterosa seja ainda mais bela que a dos anos anteriores'', afirma a gerente de eventos dos Diários Associados, Vércia Oliveira.

Para não perder nada do show pirotécnico, o público se concentra em quatro pontos estratégicos da região: próximo ao Vertedouro, Praça de Iemanjá, Casa do Baile e Praça da Igreja São Francisco de Assis.

É também nas proximidades desses locais onde ficarão as barracas de alimentação. A TV Alterosa cede gratuitamente o direito de exploração da comercialização de alimentos e bebidas no evento. Todos os fornecedores de alimentos e bebidas serão treinados e licenciados pela PBH/Regional Pampulha e fiscalizados pela Vigilância Sanitária, que, para este serviço, contará com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

A Regional Pampulha cadastrou pelo menos 100 fornecedores: serão carros de lanche, antigos barraqueiros do Mineirão e os que atuam atualmente na feira no entorno do estádio. Trezentos banheiros químicos serão espalhados entre os pontos de visualização do show. Haverá ainda dois postos médicos e seis UTIs móveis para atendimento no Vertedouro, na Praça de Iemanjá e na Praça da Igreja São Francisco de Assis.

A segurança do local é realizada através de uma operação conjunta que envolve as polícias Militar e Civil, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Belo Horizonte (Regional Pampulha), a SLU e a BHTrans.

A TV Alterosa se responsabiliza pelo isolamento dos patrimônios históricos (Museu da Pampulha, Casa do Baile e Igreja de São Francisco de Assis), das áreas onde serão instalados equipamentos da TV, e do Vertedouro. A SLU, via PBH (Regional Pampulha), providenciará uma equipe para limpeza do local antes e após a festa, que termina por volta da 0h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS