Ronaldo Fraga emociona público do SPFW com desfile que denuncia transfobia

Estilista mineiro convocou 28 transexuais para cruzar as passarelas

por Cecília Emiliana 26/10/2016 18:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcelo Soubhia/Agência Fotosite
(foto: Marcelo Soubhia/Agência Fotosite)
Vinte e oito transexuais vestiram a arte do estilista mineiro Ronaldo Fraga nesta quarta-feira (26), durante o São Paulo Fashion Week.

Nada mais coerente com o tema de sua coleção para o verão de 2017, que levanta a bandeira da transfobia. Como quem quis fazer com o que público do SPFW vestisse a pele das pessoas trans*, Fraga usou as passarelas do evento internacional de moda para escancarar a uma absurda realidade: o Brasil é o país com maior número de assassinatos de transgêneros em todo o mundo.

A seleção das modelos foi feita anonimamente por meio das redes sociais. O produtor Fernando Valiengo é quem enviou as mensagens-convite às beldades. Entre elas está a top belo-horizontina Carol Marra. O desfile foi o último de sua carreira e emocionou à moça, assim como à plateia. "Ronaldo deu voz a quem não tem voz, deu visibilidade a pessoas que são invisíveis. Todas as modelos do desfile eram trans e puderam contar uma história independente do seu gênereo, afinal a genitália estava tampada. Então elas mostraram uma roupa com beleza, feminilidade e dignidade, como quaquer outra modelo faz. Foi muito lindo", disse.

Confira fotos do desfile:

Marcelo Soubhia/Agência Fotosite
(foto: Marcelo Soubhia/Agência Fotosite)

Marcelo Soubhia/Agência Fotosite
(foto: Marcelo Soubhia/Agência Fotosite)

Marcelo Soubhia/Agência Fotosite
(foto: Marcelo Soubhia/Agência Fotosite)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS