Vítimas de estupro pedem a ministro do STF para relevar processo contra Monica Iozzi

Atriz e apresentadora foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização após questionar decisão de Gilmar Mendes

por Diário de Pernambuco 05/10/2016 16:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Globo/Divulgação/STF/Reprodução
A assessoria de Iozzi informou através de nota que vai recorrer da decisão. (foto: Globo/Divulgação/STF/Reprodução)
Uma das vítimas do ex-médico Roger Abdelmassih encabeçou um abaixo-assinado para pressionar o ministro do Superior Tribunal Federal Gilmar Mendes em favor da atriz e apresentadora Monica Iozzi. A global foi processada por Mendes por danos morais, devido a uma foto postada em seu Instagram. O documento já foi assinado por mais de 10 mil pessoas e pede que o ministro releve a ação que condenou Iozzi a pagar R$ 30 mil mais os custos administrativos do processo e honorários de advogados.

 

"Quem maiores danos sofreu com todo este drama foram as vítimas de estupro, que não receberam nenhuma indenização”, diz o texto, assinado pela escritora Vana Lopes, autora do livro Bem vindo ao inferno. No texto, ela ainda critica o fato de o poder judiciário brasileiro ter deixado o ex-médico escapar. Vana Lopes é administradora do grupo Vítimas Unidas, no Facebook, que já conta mais de 78 mil participantes.

 

Monica Iozzi é conhecida por comentar questões ligadas à política nas redes sociais. Ela foi processada por criticar o fato de o ministro ter concedido habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, acusado de abusar sexualmente das pacientes. "Se um ministro do STF faz isso… nem sei o que esperar", dizia a legenda da foto do ministro que ela publicou em seu Instagram. O juiz que determinou a sentença alegou que Monica tem o direito de opinar, mas não poderia ter "violado a dignidade, a honra e a imagem" do ministro. A assessoria de Iozzi informou que ela vai recorrer da decisão.

Leia o texto na íntegra:
Vossa Excelência Senhor Ministro Gilmar Mendes, meu nome é Vana Lopes, escritora do Livro Bem vindo ao Inferno. Sou uma das vítimas de Roger Abdelmassih e represento dezenas de outras vítimas do ex-médico; também falo em nome do Grupo Vítimas Unidas, que tem mais de 78 mil participantes; por último, falo como cidadã. Venho por meio deste abaixo assinado pedir que a ação onde foi condenada a atriz Monica Iozzi a pagar R$ 30 mil de indenização por danos morais a Vossa excelência seja relevada.


Ao nosso ver, quem maiores danos sofreu com todo este drama foram as vitimas de estupro, que não receberam nenhuma indenização. Gostaria de lembrar que o Poder Judiciário deixou escapar o Monstro Abdelmassih, oportunidade que o médico aproveitou para fugir, e esta situação nos trouxe traumas irreparáveis. Abster-se de receber a presente indenização certamente não irá ferir vossa honra nem causar maiores danos à militância das vítimas. Tenho a certeza de que vossa excelência certamente saberá compreender as nuances do caso. Grata, Vana Lopes (Grupo Vítimas Unidas).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS