Menina reúne quatro mil livros com garotas negras como personagens

Marley Dias estava cansada de ler obras sobre "garotos brancos"

por Diário de Pernambuco 26/04/2016 18:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Internet
A norte-americana participou de programas de TV, como o "Ellen Degeneres" (foto: Reprodução Internet)
Marley Dias, apesar da pouca idade - 11 anos -, ficou incomodada ao perceber o grande número de personagens brancos nos livros que costuma ler. Decidida a fazer uma campanha pela valorização dos negros na literatura infantil, ela lançou a hashtag #1000blackgirlbooks (1000 livros de garotas negras). "Eu estava na quinta série e fiquei frustrada porque só líamos livros sobre garotos brancos e seus cachorros. Daí, eu falei com a minha mãe e ela me disse: 'ok, mas o que você vai fazer sobre isso? E eu decidi colecionar mil livros'", disse a norte-americana, em entrevista ao portal da Folha de S.Paulo. "São livros sobre garotas negras, mas, na verdade, os livros são para todas as pessoas que quiserem ler e você pode aprender muito neles sobre racismo e cultura", completou, sobre o acervo que conquistou. O objetivo era arrecadar mil livros, mas a menina já reuniu mais de quatro mil. A maioria foi doada para uma escola em que Marley Dias estudou e outras instituições de ensino da Jamaica. "Mil era um número grande para mim, porque eu só tenho 11 anos", destacou ao site. O novo plano da norte-americana é criar um clube de leitura com livros sobre garotas negras. Ela pretende abrir espaço para pessoas de diferentes lugares do mundo ao fazer debates via Skype e outras redes sociais.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS