Após tumulto na estreia, Sesc cancela sessão de musical de Chico Buarque em BH

Apresentação seria neste domingo (20/3); produção avaliou que não havia garantia de segurança depois de atrito entre ator que fez comentário anti-PT e público da primeira sessão

por Estado de Minas 20/03/2016 09:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leo Aversa/Divulgação
Cena do espetáculo "Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos", que teve sessão cancelada (foto: Leo Aversa/Divulgação)
A segunda sessão do espetáculo "Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos" em Belo Horizonte, prevista para a noite deste domingo (20/3), foi cancelada pela produtora Pólobh e pelo Sesc Palladium, em razão do tumulto ocorrido na estreia do espetáculo, no sábado (19/3). A sessão de estreia foi interrompida, depois que ator e diretor Cláudio Botelho, improvisando em cena, referiu-se à prisão de "um ex-presidente ladrão" e citou "uma presidente ladra".
Parte dos espectadores reagiu deixando seus lugares, gritando "Chico" e "Não vai ter golpe!". O atrito entre palco e plateia se intensificou, levando à suspensão da sessão. A PM deslocou viaturas até o local, atendendo a um pedido feita pela produção, que afirmou que o ator se sentiu ameaçado de agressões físicas, segundo informou um dos policiais ao Estado de Minas. De acordo com a assessoria do Sesc Palladium, a decisão de cancelar a sessão foi tomada "prezando pela segurança". Na nota em sua página no Facebook que informa sobre o cancelamento da sessão de hoje e orienta os espectadores sobre os procedimentos para reaver o valor pago pelo ingressos (entre R$ 25 e R$ 100), o Sesc Palladium afirma: "Informamos que a apresentação da montagem 'Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos' do último sábado (19/3) foi interrompida devido às reações políticas motivadas pela manifestação de um ator do espetáculo. Esclarecemos que o Sesc em Minas, a Pólobh e demais instituições envolvidas são apartidárias. Compreendendo o momento pelo qual o país passa atualmente e primando pela segurança de todos, a sessão prevista para este domingo (20/3) está cancelada.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS