Sesc Palladium divulga cancelamento de espetáculo com bailarinos estrangeiros em Belo Horizonte

Idealizador da produção afirma que elenco sofreu desgaste físico devido a agenda apertada e longos deslocamentos. Datas de Brasília e Goiânia também foram desmarcadas.

por Eduardo Tristão Girão 06/12/2015 17:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

M. Logvinov/Divulgação
Bailarinos da Russian State Ballet durante apresentação do espetáculo 'A bela adormecida' (foto: M. Logvinov/Divulgação)
Após cancelar uma das duas apresentações que realizaria hoje, às 15h, no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, a produção do espetáculo Stars of Russian Ballet anunciou na tarde deste domingo o cancelamento da outra, programada para as 18h30. A companhia vinha cumprindo agenda apertada – com pouco tempo de descanso entre cada data – desde o mês passado, com apresentações em vários estados. Foram desmarcadas também as apresentações previstas para Brasília e Goiânia. O motivo: cansaço.

Formado por 40 bailarinos, entre russos e ucranianos oriundos de várias companhias da Rússia, o grupo chegou a fazer apresentações durante quatro dias seguidos e, em algumas ocasiões, não teve tempo para comer, emendando compromissos com voos de madrugada. Há revezamento apenas entre os solistas, que não chegam a 10. Quando chegaram a Brasília, há menos de uma semana, Augusto Stevanovich, idealizador da produção, decidiu cancelar as duas apresentações na Capital Federal. Chegou a cogitar vir de ônibus para Belo Horizonte, acreditando que seria menos cansativo, mas optou por desmarcar os compromissos daqui também. “O desgaste físico era visível”, relata.

Na página criada para divulgar o espetáculo no Facebook, foi publicado o seguinte comunicado, assinado por Stevanovich: “Por motivos técnicos - de logística nacional e, principalmente, desgaste físico dos solistas – informamos que foram canceladas as apresentações do Stars of the Russian Ballet em 2015. Os longos traslados aéreos realizados em curtos períodos de tempo geraram um desgaste físico dos bailarinos que, se mantido, prejudicaria a qualidade dos espetáculos. Por este motivo e, contando desde já com a compreensão de todos, informamos que foram canceladas as últimas cidades da programação: Brasília, Belo Horizonte e Goiânia. Retomaremos a turnê em abril de 2016”.

Por telefone, ele comentou a decisão: “É muito dificil conseguirmos disponibilidade de salas de teatro em sequência. Nossa programação é realizada de acordo com essa disponibilidade. Mesmo com antecedência, é difícil conseguir em sequência. Consultei os bailarinos e eles disseram que não havia problema nenhum em realizarmos a turnê dessa forma, pois estavam acostumados a fazer isso na Europa. E ainda explicamos que as distâncias aqui são grandes. Sentimos que foi muito desgastante. Não enxergamos prejuízo financeiro com o que aconteceu, pois achamos que o público foi respeitado”.

Para a retomada da agenda do espetáculo no país, em abril do ano que vem, Stevanovich adianta que programará pausas maiores entre as apresentações. “Para que descansem e, um ou dois dias depois, façam outro espetáculo”, completa. Estão previstas datas em todas as capitais brasileiras e mais 20 cidades. “Vamos tentar que os deslocamentos sejam feitos o máximo possível de ônibus, não de avião. Inclusive, isso pode ajudar a baratear o custo dos ingressos”, comenta. Os ingressos da turnê atual custavam a partir de R$ 140 (inteira).

Quem comprou ingressos deve procurar a bilheteria do Sesc Palladium ou o canal em que foi feita a compra. Para cartão de débito, a devolução será em dinheiro. Já no caso das compras feitas por cartão de crédito o valor será estornado na fatura. Para pedir a anulação, o cliente deve apresentar, na bilheteria do Sesc Palladium, o cartão de débito ou crédito e o comprovante de autorização da venda. Mais informações: (31) 3214-5350.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS