Gênero e sexualidade de quem vive nas periferias é debatido

Evento faz parte da programação da Semana Hip Hop, que vai até dia 5 de dezembro

01/12/2015 13:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Gênero e sexualidade. Hip Hop e periferia. "Nesse debate representaremos de todos os lados sobre a militância lgbt fora do meio convencional que chama atenção da mídia por ser mais central e ter mais vantagens nos meios sociais", promete o rapper e artista Izaque Bohr um dos convidados para o Debate Hip Hop: Gênero e Sexualidade na Periferia, marcado para hoje (01/12), às 19h, na Casa do Jornalista.


Bohr trabalha com as questões da invisibilidade das pessoas LGBT 'nas quebradas'. No encontro, pretende abordar o acúmulo de opressões de que este público sofre. "Sabemos que estes cidadãos além de enfrentar o preconceito pela orientação sexual ou pelo gênero, ainda sofrem uma exclusão por serem moradores de regiões pobres. O preconceito que sofrem ao afirmarem sua sexualidade nestes espaços é ainda mais perigoso do que quem vive em bairros mais sofisticados", observa.

 

Izaque também destaca porquê é importante falar sobre estes temas fora do espaço acadêmico. "Nós precisamos de ter voz porque nossa militância existe e temos nossas questões específicas, mas pouca gente para pra nos ouvir ou nos dão espaço pra falar", argumenta o artista.

 

O debate faz parte da Semana Hip-Hop, que tem programação até o dia 5 de dezembro, e é viabilizado pelo Centro Cultural Alto Vera Cruz.

 

Além do rapper, o evento terá a participação de Cristal Lopez, artista e militante transsexual e negra; Paige Williams, que é MC e pauta mulheridade, negritude e lesbianidade; e Will Soares, fundador do coletivo Beijo No Seu Preconceito e é quem dá vida a dragqueen Willa Queer.

 

Também comparecerão Ariell Toledo que está em processo de transição de gênero e dará voz aos jovens que passam por esse processo. O mediador será Ed Marte, conhecido na cena cultural de BH, que já desenvolve trabalhos artísticos a respeito de gênero.

 

SERVIÇO:

Debate Hip-Hop: Gênero e Sexualidade na Periferia.

Hoje (01/12), 19h

Casa do Jornalista (Av. Alvares Cabral - 400 - Centro)

Entrada gratuita e não é necessário se inscrever

Bruno Amarantes/6cinco/Divulgação
Rapper e artista visual Izaque Bohr usa as rimas para atuar na luta por direitos e igualdade (foto: Bruno Amarantes/6cinco/Divulgação)



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS