Projeto Leitura de Bolso envia trechos literários diariamente via WhatsApp

Usuários podem se cadastrar gratuitamente no site. Textos começam a ser enviados nesta quarta e podem ser lidos em até 5 minutos

por Carolina Mansur 23/11/2015 15:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Já imaginou receber um texto literário em seu celular enquanto espera o ônibus, uma consulta médica ou procura algum conteúdo legal na internet? Essa é a proposta dos sócios Paulo Santos e Julian Vilela com o projeto Leitura de Bolso, que envia via WhatsApp textos que podem ser lidos em até 5 minutos. A ideia é oferecer diariamente trechos literários de qualidade para incentivar o hábito de leitura. Para participar é preciso acessar o site (http://leituradebolso.com/) e cadastrar o seu telefone e um e-mail. Feito isso, você também deve salvar no seu celular o número enviado pelo projeto para começar a receber os textos. 
 
Leitura de Bolso

Acaba de chegar o Leitura de Bolso. Um projeto para incentivar a literatura usando o Whatsapp. Quer entender como funciona? Dá o play no vídeo. ;)Acesse: www.leituradebolso.com

Posted by Leitura de Bolso on Quarta, 18 de novembro de 2015
 
 
Os textos começam a ser enviados nesta quarta,  gratuitamente, para os celulares cadastrados no site. Recursos multimídia como músicas, vídeos e imagens também fazem parte do conteúdo enviado aos usuários. A cada temporada, um autor será convidado a participar do projeto, com trabalhos inéditos ou não. O primeiro colaborador é Roberto Klotz, escritor brasiliense. 
 
Segundo um dos idealizadores do Leitura de Bolso, Paulo Santos, o objetivo é democratizar a leitura e facilitar esse processo para as pessoas. Segundo dados da Fecomércio-RJ, 70% dos brasileiros não leram um único livro em 2014. Por enquanto, 400 pessoas se interessaram pelo projeto. Para o futuro, a meta é ter mais pessoas cadastradas.  "Também queremos mais parceiros para nos ajudar com os custos do Leitura de Bolso e trazer escritores renomados no país para lançarem obras inéditas", contou Santos. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS