Prêmio Jabuti: Luiz Ruffato e autores novatos estão entre vencedores

Maria Valéria Rezende conquista terceiro troféu da carreira e autora de contos é premiada com livro de estreia

19/11/2015 17:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Daniel Mordizinski/Divulgação
Premiada em romance, Maria Valéria Rezende já venceu também nas categorias infantil e juvenil (foto: Daniel Mordizinski/Divulgação)
A narrativa em primeira pessoa de uma professora aposentada à beira da insanidade e sua busca por um homem desaparecido, no emaranhado de miséria e tensão da periferia, renderam a Maria Valéria Rezende o prêmio Jabuti 2015 — que anunciou as obras premiadas nesta quinta-feira, 19.

Aos 73 anos e com mais de 15 títulos publicados, a autora paulista conquistou o troféu de romance adulto pela primeira vez com Quarenta dias (Objetiva), depois de vencer na categoria infantil em 2009 por No risco do caracol e em 2013 por Ouro dentro da cabeça.

Já o vencedor em poesia é um quase-novato, que leva o troféu por seu segundo livro. Com Corpo de festim (Confraria do Vento), o carioca Alexandre Guarnieri deu sequência aos versos inquietos e ressignificados da estreia em Casa das Máquinas (Editora da Palavra, 2011) e levou o prêmio.
Edith/Divulgação
Carol Rodrigues é premiada por estreia em coleção de contos (foto: Edith/Divulgação)
A estreante Carol Rodrigues venceu a categoria contos e crônicas com as 21 histórias em prosa de Sem vista para o mar (Edith), resultado de oficina literária ministrada pelo pernambucano Marcelino Freire. Luiz Ruffato sagrou-se na categoria infantil com A história verdadeira do Sapo Luiz (DSOP), enquanto Mario Teixeira ficou com o troféu de juvenil por A linha negra (Scipione).

Outros destaques entre vencedores são a biografia de Luís Carlos Prestes (Um revolucionário entre dois mundos, Companhia das Letras), de Daniel Aarão Reis, e a obra de gastronomia Gente do Mar – Vida e Gastronomia dos Pescadores Brasileiros (Editora Terceiro Nome), de Ricardo Maranhão. Claudius Ceccon levou o prêmio de ilustração por Claudius (Editora SESI SP) e Anabella López conquistou a versão infantil ou juvenil da categoria, com A força da palmeira (Pallas Míni).

 

Clique para conferir a lista completa de vencedores do Prêmio Jabuti 2015

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS