Nu de Modigliani é vendido por US$ 170 milhões e bate recorde

Tela passa ser a obra italiana mais cara já vendida, e tem destino certo: a China

10/11/2015 10:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mogigliani/Reprodução
Tela do artista Mogigliani vendida por 158 milhões de euros (foto: Mogigliani/Reprodução)
Um comprador chinês, não identificado, pagou US$ 170,4 milhões, equivalente a quase 650 milhões de euros, por Nu Couché (1917-1918), obra do artista plástico italiano Amedeo Modigliani, o segundo valor mais alto conseguido num leilão.

O recorde era detido por Les Femmes d' Alger, de Pablo Picasso, vendido em maio deste ano por 166 milhões de euros.

Os interessados fizeram as suas propostas durante os nove minutos que durou a venda do quadro, em Nova York. O lance inicial é de US$ 75 milhões. A Christie's, casa de leilões responsável por obras importantes, fica com 12% dos 158 milhões de euros finais, de acordo a Reuters.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS