Amor e relacionamentos inspiram artistas mineiros em apresentação nesta quinta

Espetáculo conta com coreografia de Paulo Chamone e projeções de Petit Georges

08/10/2015 12:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Delle Photography/Divulgação
Intérpretes do espetáculo 'O Rio', com apresentação nesta quinta-feira em BH (foto: Delle Photography/Divulgação)
Brasil, Argentina, Portugal e Itália unidos pela proposta de falar sobre o amor e os relacionamentos humanos a partir da metáfora de um rio. Assim será apresentado nesta quinta-feira na Benfeitoria, em Belo Horizonte, o espetáculo O Rio, do produtor mineiro Daniel Rocha Silveira.

A ideia surgiu a partir de um poema escrito pelo próprio Daniel, que dá o nome da montagem. Os versos se referem ao amor como um fluxo de um rio "onde as pessoas podem se encontrar, se aproximar ou se afastar e a vida segue fluindo", explica Silveira.

"A proposta do poema é dizer que é possível que esses encontros e afastamentos aconteçam respeitando o outro, não usando-o", explica o produtor.

Para o espetáculo de dança contemporânea, Daniel reuniu um coletivo de seis dançarinos, sendo três homens (O próprio Daniel, Daniel Jacintho Alves e José Artur Campos) e três mulheres (Rafaella Magalhães, Ingrid Medina e Aline Lages).

Integrando a equipe, O Rio conta com Paulo Chamone na coreografia. Chamone é também coreógrafo da companhia de dança do Palácio das Artes e direção musical de Christopher Martinez. O espetáculo tem também projeções de imagens do artista plástico argentino Petit Georges.

O Rio
Nesta quinta-feira, às 20h30, na Benfeitoria, Rua Sapucaí, 153, Floresta. Ingressos na hora a R$ 10,00.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS