Livro retrata trajetória de Dona Ivone Lara

Trabalho conta a história de Lara desde serviço de assistente social até o começo da carreira de cantora, aos 37 anos de idade

por Agência Estado 03/09/2015 10:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Silvana Marques/Divulgacao
Dona Ivone Lara. Primeiras composições ainda na infância, carreira musical iniciada perto dos 40 (foto: Silvana Marques/Divulgacao )
Ivone Lara é uma assistente social, com especialização em terapia ocupacional. Os amantes da música brasileira, no entanto a conhecem pela sua ligação ao samba, pois, sob a alcunha respeitosa de Dona Ivone Lara, ela coleciona parcerias com artistas como Caetano Veloso, Jorge Aragão e Hermínio Bello de Carvalho, entre outros. Sua trajetória inspirou um grande projeto, que contou com CDs, DVD, especial na televisão, fichário de partituras e, agora, um livro, 'Dona Ivone Lara - A Primeira Dama do Samba' (Sonora), escrito pelo jornalista Lucas Nobile, que será lançado na noite desta quinta, 3, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Exemplo de mulher que quebrou barreira e estipulou um novo paradigma, Dona Ivone compôs sua primeira música ainda criança, mas foi somente depois de trabalhar durante 37 anos no serviço público que se liberou para ser artista.

Contrária à educação conservadora que recebeu e até do desejo do marido de deixá-la longe da música, ela foi passista de escola de samba até se tornar a primeira integrante feminina da ala de compositores do Império Serrano. É autora de músicas antológicas como Acreditar, Sonho Meu e Alguém me Avisou. “Dona Ivone é o samba incorporado dentro de uma pessoa”, afirma Arlindo Cruz.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS