Guilherme Oliveira estreia monólogo no Teatro Alterosa

Espetáculo 'Homem é tudo igual. Será?' é dirigido por Eri Johnson

por Carolina Braga 14/08/2015 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
NELLO AUN/DIVULGAÇÃO
(foto: NELLO AUN/DIVULGAÇÃO)
Com 18 anos de carreira, participações em espetáculos como 'Acredite, um espírito baixou em mim', 'Lisbela e o prisioneiro', 'Minha mulher se chama Maurício', entre outras comédias, o ator Guilherme Oliveira sentiu que era hora de encarar um monólogo. Foi ele mesmo quem bateu à porta da dramaturga Carla Duque e pediu um texto. Assim nasceu 'Homem é tudo igual. Será?', que estreia hoje no Teatro Alterosa.

A montagem foi dirigida por Eri Johnson, outro convite feito por Oliveira. “(Johnson) é um cara que eu sempre admirei, e as pessoas falavam que tínhamos algo em comum. Talvez essa coisa do improviso, de sair do texto e brincar com a plateia”, afirma o ator.

Em 'Homem é tudo igual. Será?', Oliveira interpreta Carlos Eduardo, um palestrante defensor dos homens. “É um personagem muito preconceituoso, mas tem uma quebra durante o espetáculo que surpreende muito, principalmente as mulheres”, afirma Eri Johnson. “Queria falar sobre direitos iguais, sobre a mulher assumindo papéis de destaque na sociedade”, acrescenta Guilherme.

Tanto o diretor como o ator garantem que, apesar de abordar o tema pelo viés do preconceito exagerado, 'Homem é tudo igual. Será?' é, na verdade, uma homenagem ao sexo feminino. Como a peça propõe uma situação de palestra-show, a participação da plateia é fundamental.

Com 35 anos de carreira no teatro e na televisão, Eri Johnson é um diretor bissexto. “Não dirijo qualquer coisa que me apresentam. Se eu gostar de uma peça, eu vou. Essa é o meu estilo e, no caso, acho que fica mais fácil. Não me considero um diretor”, diz ele, que está atualmente no ar no programa dominical Tomara que caia (Globo).

Homem é tudo igual. Será?
Sexta e sábado, às 21h, domingo, às 19h. Teatro Alterosa. Av. Assis Chateaubriand, 499, Floresta, (31) 3237-6611. R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia), na bilheteria do teatro, e R$ 15, no posto do Sinparc no Mercado das Flores.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS