Ministério constata irregularidades e interrompe montagem do Rock in Rio

Funcionários da cobertura da tenda VIP da Cidade do Rock estavam correndo risco grave e iminente à integridade física

por Alessandra Azevedo 16/07/2015 11:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rock in Rio/Facebook/Divulgação
(foto: Rock in Rio/Facebook/Divulgação)
O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) interditou parcialmente a montagem do Rock in Rio na tarde de hoje. A medida foi tomada após auditores fiscais do trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro (SRTE/RJ) terem constatado que os funcionários da cobertura da tenda VIP da Cidade do Rock estavam correndo risco grave e iminente à integridade física, com perigo de queda de até 15 metros de altura. Não há prazo para a retomada das obras.

A organização do evento, previsto para ocorrer em setembro deste ano na Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ), já foi notificada para que resolva o problema. A exigência do ministério é que o projeto técnico de montagem das lonas de cobertura da tenda esteja de acordo com a Norma Regulamentadora 35, que trata de trabalho em altura. Sanadas as irregularidades, a empresa deverá entrar com pedido de suspensão da interdição na SRTE/RJ, que deverá fazer nova auditoria em até um dia útil após analisar o documento.

Durante a paralisação dos serviços, os funcionários devem continuar recebendo os salários normalmente, como se estivessem em exercício. Segundo o MTE, a fiscalização continua em andamento para que sejam averiguadas outras possíveis irregularidades. A organização do evento não se manifestou até o fechamento desta matéria.

A 16ª edição do Rock in Rio, que comemora 30 anos de festival, deve contar com estrutura de 150 metros quadrados no Parque dos Atletas, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro (RJ). A Cidade do Rock tem capacidade de receber até 85 mil pessoas por dia.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS