Giramundo apresenta peças históricas de seu repertório

Grupo celebra 45 anos de história em 2015

por 10/07/2015 10:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Vieira/EM/D.A Press
'Cobra Norato' abre a 'Mostra Giramundo' (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
O Grupo Giramundo completa 45 anos em 2015. Com 35 espetáculos montados desde 1970, quando os artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Maria Antonieta Martins, a Madu, se reuniram, ele ganha uma mostra expressiva de sua produção a partir desta sexta, no Teatro Alterosa.


Com seis espetáculos, uma oficina, uma palestra e exposição, a 'Mostra Giramundo', programada pela 21ª edição do Festival Alterosa de Teatro Infantil, será realizada até o fim deste mês. São três montagens infantis e três adultas, cada dupla representando uma década da produção do grupo.

Abrindo a programação, nesta sexta, às 20h, está 'Cobra Norato', um dos clássicos do Giramundo. Montagem que fecha a primeira década de história da companhia (estreou em 1979), é o espetáculo mais premiado da trupe. “Era o xodó do papai”, lembra Beatriz Apocalypse, filha de Álvaro e atual diretora artística do grupo. “A última vez que apresentamos esse espetáculo foi em um festival na Bélgica, há dois anos. Estamos com muita expectativa”, revela.

Adaptada do poema de Raul Bopp, precursor do movimento modernista, Cobra Norato apresenta a história de um herói brasileiro: o índio vestido com pele de cobra que deixa a Amazônia rumo a Belém do Pará atrás de sua filha. A montagem terá três sessões.

Também no fim de semana, mas voltada para o público infantil, será apresentada, com duas sessões, a peça 'Um baú de fundo fundo', que está completando quatro décadas. Nas próximas semanas, serão encenadas obras dos anos 1990 ('Pedro e o lobo', “campeão de audiência” do Giramundo) e 2000 ('Os orixás', 'O aprendiz natural', que integra o projeto Miniteatro ecológico, e 'Pinocchio').

REFORMA Dos 35 espetáculos do grupo, pelo menos duas dezenas permanecem no repertório. Os bonecos, a despeito da passagem do tempo, continuam os mesmos. “A Madu, que é fundadora, já reformou alguns. Outros que aposentamos estão no museu”, conta Beatriz. O grupo mantém seu próprio espaço no Bairro Floresta, em BH.

Para quem estiver interessado na história do Giramundo e na maneira como se constroem e manipulam bonecos, haverá atividades além dos espetáculos. No hall do Teatro Alterosa, uma exposição vai apresentar alguns personagens. Haverá também palestra e oficina de teatro de sombras, esta voltada para as crianças.

FESTIVAL ALTEROSA DE TEATRO INFANTIL
Mostra Giramundo. Até 26 deste mês. Teatro Alterosa, Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta, (31) 3237-6611. Espetáculos infantis: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Espetáculos adultos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Oficina e palestra têm entrada franca.

Programação

ESPETÁCULOS

. Cobra Norato (1979)
Sexta a domingo, às 20h

. Um baú de fundo fundo (1975)
Sábado e domingo, às 16h

. Os orixás (2001)
De 16 a 19 deste mês, às 20h

. Pedro e o lobo (1994)
De 17 a 19 deste mês, às 16h

. Pinocchio (2005)
De 23 a 26 deste mês, às 20h

. O aprendiz natural (2002)
De 24 a 26 deste mês, às 16h

OFICINA
. Contos de sombra e luz
(para crianças)
Dias 15 e 22 deste mês,
às 10h e às 14h

PALESTRA
. Caleidoscópio Giramundo
(para adultos)
Dia 25, às 10h

EXPOSIÇÃO
Bonecos de todas as fases do grupo Diariamente, das 13h30 às 19h30, no hall do teatro. Até dia 26

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS