Aos 70 anos, Ivan Lins terá luta contra ditadura retratada em biografia

Livro sobre cantor e compositor conta com material cedido pelo artista, como gravações e anotações pessoais

por Agência Estado 16/06/2015 17:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Isabel Garcia/Divulgação
''As pessoas vão se surpreender'', garante o músico (foto: Isabel Garcia/Divulgação)
Uma biografia vai narrar os detalhes da vida do cantor e compositor Ivan Lins. Ainda em negociação com editoras e previsto para sair no primeiro semestre de 2016, o livro será assinado pelos pesquisadores Thaís Lima Nicodemo e Alexandre Pavan.

 

O formato escolhido será o de almanaque, ou álbum biográfico, já que são muitas cartas, documentos e reproduções de fotos inéditas cedidas pelo compositor. "Fiz uma pesquisa em cinco mil matérias de jornais com entrevistas de Ivan", conta Thaís. A notícia da produção do livro foi dada pelo próprio músico em entrevista à Rádio Estadão na noite desta segunda, 15. "As pessoas vão se surpreender", disse o músico, que completa 70 anos nesta terça-feira, 16.

A origem da pesquisa está no doutorado que Thais cursou na Unicamp sobre a produção do músico durante as décadas de 1970 e 1980, quando o país vivia sob o regime militar. No material farto, usado agora na biografia, consta o acervo cedido por Ivan a Thais.

 

Um acervo riquíssimo, com 12 caixas repletas de fotos, matérias de jornais, cadernos, gravações em fitas cassete e VHS, passaportes e álbuns de família. Depois de lançar o livro, Thais conta que vai tornar todo o acervo acessível aos interessados no departamento de música da Unicamp.

Apesar de colaborar com os pesquisadores, Ivan, segundo sua biógrafa, não interfere no conteúdo. "Ele confia no trabalho". Uma das maiores riquezas que deve render revelações sobre a época dos anos de chumbo são registros elaborados pela censura a respeito da obra do artista, conseguidos por Thais nos arquivos da Biblioteca Nacional de Brasília. "Fiquei cinco dias só olhando caixa por caixa. E ali estavam músicas de Ivan com pareceres do regime. Às vezes, chegavam a ser três censores que analisavam apenas uma música".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS