Montagem de texto de Bergman estreia nesta segunda em BH

Peça 'Depois do ensaio' fica em cartaz no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna até quarta-feira

por Ailton Magioli 15/06/2015 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação/Facebook
(foto: Divulgação/Facebook)
Leopoldo Pacheco, de 54 anos, não consegue apagar da memória a cena de quando, aos 18, foi ver 'Sonata de outono', o filme de Ingmar Bergman (1918-2007), em companhia de uma amiga. “Ela teve uma comoção tão grande que, de repente, começou a gritar, a chorar, a dar escândalo”, recorda o ator, protagonista de 'Depois do ensaio', de autoria do dramaturgo e diretor de cinema e  teatro sueco, que cumpre temporada de hoje a quarta-feira, no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, em Belo Horizonte.

As recordações de Bergman e sua obra são intensas e constantes na vida do ator paulistano. “Cresci vendo os filmes de Bergman”, diz. “No teatro, vi apenas 'Cenas de um casamento'”, afirma, esclarecendo que a iniciativa da montagem partiu da amiga Mônica Guimarães, que assina a direção do espetáculo.

Na peça, ele interpreta o papel do diretor teatral Henrik Vogler, que é surpreendido pela atriz Anna (Sophia Reis) na sala de ensaio, onde ele descansava após o trabalho. Vogler e Anna ensaiam O sonho, de August Strindberg. No encontro casual, travam um diálogo que ultrapassa a esfera profissional e deixa entrever fatos da intimidade de cada um.

“Acho interessante o jeito de Bergman falar do teatro. Ele constrói personagens com alma. Vogler é o alterego de Bergman. Como uma pessoa que vivia em uma ilha afastada na Suécia, ele tinha uma relação muito forte com a palavra. E Vogler é o alterego de Bergman”, diz Pacheco. Ele observa que, além de tratar da paixão de Bergman pelo teatro, 'Depois do ensaio' traz à cena o jogo de sedução da jovem atriz, iniciante, com o veterano diretor. Na opinião dele, enquanto os brasileiros se jogam passionalmente nas relações, os nórdicos mantêm uma relação forte com a palavra. “É uma emoção sóbria, verdadeira em relação ao próprio teatro.”

Bergman escreveu 'Depois do ensaio' em 1980 e adaptou sua obra ao formato de um filme para TV em 1984. O texto dessa montagem foi traduzido por Amir Labaki e Humberto Saccomandi. Além de Leopoldo Pacheco e Sophia Reis, o elenco conta com Malu Bierrembach. O espetáculo estreou no fim do ano passado, no Rio de Janeiro, e participou neste ano do Festival de Teatro de Curitiba.

'DEPOIS DO ENSAIO'
De segunda a quarta-feira, às 20h, no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, Av. Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras. Duração: 75 minutos. Classificação: 14 anos. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Informações: (31) 3229-2979.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS