Itaú Cultural assume prêmio Portugal Telecom

Nome de um dos prêmios mais importantes da literatura mudará para 'Oceanos'

por Ana Clara Brant 10/06/2015 11:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
São Paulo – Oceanos. Este é o novo nome de um dos prêmios mais importantes da literatura escrita em língua portuguesa. Após a desistência do patrocinador original, a Portugal Telecom, que foi vendida para a francesa Alice, o Itaú Cultural assumiu a correalização da distinção, que tem suas inscrições abertas a partir de hoje para a edição 2015. Além da nova denominação, a premiação teve outras mudanças significativas, que foram anunciadas, ontem, na sede do Instituto, em São Paulo.

A primeira grande alteração é que será premiada a criação literária, não importando o gênero, seja romance, poesia, conto, crônica ou biografia, como vinha ocorrendo desde 2012. Dessa maneira, o valor do prêmio aumentou em 15%, passando de R$ 200 mil para R$ 230 mil. “Só que, agora, vamos contemplar quatro obras, independentemente da segmentação, sendo que o 1º lugar irá receber R$ 100 mil; o 2º, R$ 60 mil, o 3º, R$ 40 mil, e o 4º, R$ 30 mil”, anunciou Selma Caetano, curadora do prêmio desde sua fundação, há 13 anos. Outra novidade é o conselho consultivo, com nova estrutura e regulamentação. Será formado por Antonio Carlos Secchin (poeta e membro da Academia Brasileira de Letras), Beatriz Resende (professora da UFRJ e crítica literária), Benjamim Abdala Jr. (professor da USP e autor de mais de 40 livros de crítica literária), Claudiney Ferreira (jornalista e gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural), Flora Sussekind (pesquisadora, ensaísta), José Castello (romancista e crítico literário), Leyla Perrone-Moisés (professora da USP e autora de livros de crítica literária), Lourival Holanda (escritor, pesquisador e crítico literário) e Manuel da Costa Pinto (jornalista cultural e curador).

Selma Caetano conta que, após a saída do antigo patrocinador, ela e o conselho decidiram que iriam continuar no “peito e na raça”. Há 20 dias, ligou para o diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron, que, para surpresa da curadora, topou a empreitada. “Tanto nossa instituição pode oxigenar o Oceanos como o contrário também. Podemos trocar experiências com outros projetos do Itaú, como o Rumos e o Conexão, por exemplo. Não poderíamos deixar um prêmio como esse, que tem identidade e relevância, acabar em razão de um contexto macroeconômico desfavorável”, afirma Saron, que fez questão de frisar que o Itaú Cultural é um correalizador e não somente o patrocinador. “Este ano será um ano de aprendizado. Para nós, o que importa é o processo, para que possamos fazer a transição e integrar a estrutura do prêmio à instituição”, acrescentou.

POESIA O diretor revelou que a escolha da palavra Oceanos para batizar a distinção foi bem apropriada, pois, além de ser um nome curto e forte, permite um entendimento fácil, já que contempla autores de língua portuguesa de vários países, e implica certa poesia também. “Este prêmio é apenas a ponta desse iceberg. Ele vai permitir, por exemplo, ter um olhar sobre os dados e as informações que vão chegar ate nós, como quais países estão presentes, quais não estão, por que, se tem mais autores do sexo masculino. Esse conjunto de informações vai nos ajudar bastante nesse processo de transição e nos dará gás para que, em 2016, a gente venha com mais energia e respaldo”, resumiu.

• A repórter viajou a convite do Itaú cultural

Inscrições

Os editores e/ou escritores podem inscrever seus livros no Oceanos – Prêmio de Literatura Portuguesa a partir de hoje até o dia 10 de julho no site www.itaucultural.org.br/oceanos2015. Os livros brasileiros inscritos devem ter a primeira edição no Brasil entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2014. Já os livros escritos em língua portuguesa e publicados em primeira edição fora do Brasil devem ter sido editados no país de origem entre 1º de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2014, desde que tenham sido publicados no Brasil em 2014. Todas as obras devem apresentar ISBN impresso na publicação. A entrega dos prêmios será realizada em dezembro, ainda em dia definido, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS