Leonardo Fernandes estreia monólogo em BH

Espetáculo 'Cachorro enterrado vivo' entra em cartaz no Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes

por Carolina Braga 03/04/2015 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eliatrice Gischewski/Divulgação
(foto: Eliatrice Gischewski/Divulgação )
O ator Leonardo Fernandes reconhece: o título 'Cachorro enterrado vivo' pode assustar. Mas pondera: ele não precisa ser levado ao pé da letra. O espetáculo, que estreia hoje na Sala João Ceschiatti, aborda as incoerências humanas assim como os tênues limites da sanidade. A violência pode estar bem do seu lado.


A dramaturga Daniela Pereira de Carvalho, uma das promessas da cena teatral no Rio de Janeiro, escreveu especialmente para Leonardo. É o primeiro solo da carreira dele e, para essa ocasião, gostaria de encenar um texto que o provocasse. A trama proposta por Daniela é dividida em três perspectivas a partir de um fato cruel: na tarde de uma quinta-feira qualquer, o vigia de um terreno baldio recebe de um passante a proposta para cavar a cova para enterrar seu cachorro.

“Queria que fosse uma coisa visceral”, conta Leonardo. O ator se reveza no papel do dono do cachorro, do homem contratado para enterrar o animal e também assume o ponto de vista do cão.

Na primeira semana de ensaios, em janeiro, Leonardo teve inflamação nos dois ombros e também no punho. Diminuir o ritmo foi inevitável, e isso, claro, deixou-o abatido. “Depois, comecei a pensar na condição dos personagens. Vi a possibilidade de caminhar com eles”, constatou.

Para Leonardo Fernandes é assustador como a violência está mais próxima do que se pode supor. 'Cachorro enterrado vivo' revela isso de maneira intensa. A direção é de Marcelo Fonseca. Optou-se por criar personagens longe de estereótipos de bem e mal. A dinâmica da peça é tensa. “Segurar essa energia durante uma hora é bem puxado para mim”, confessa o ator.

Leonardo Fernandes fez parte do elenco de 'O que você foi quando era criança?' e 'Inverno', ambas com direção de Rita Clemente, além de 'Horácio', de Carlos Gradim. No ano passado, fez 'Deserto azul', longa-metragem de Éder Santos. Leo Fernandes também estará no primeiro episódio da volta do seriado global 'Tapas e beijos', em participação especial.

CACHORRO ENTERRADO VIVO
Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes, Av. Afonso Pena, 1.537, Centro, (31) 3263-7400. Até dia 17. Sexta-feira e sábado, às 21h; domingo, às 19h. R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS