Artista plástico lança livro sobre seu processo de criação

Marco Tulio, autor de 64 anos dos quais 35 dedicados à arte, fala sobre pintura, desenho, objetos, instalações e livros

28/03/2015 11:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
C/Arte/Reprodução
Desenho de 1999, em tinta acrílica e carvão sobre papelão (foto: C/Arte/Reprodução )
O livro 'Inventário do Abandono', do artista plástico Marco Tulio Resende, traz uma seleção de obras que revela o seu processo de criação. “É experiência o tempo inteiro”, diz o autor, de 64 anos – 35 dedicados à arte. A manhã de autógrafos ocorrerá na galeria Celma Albuquerque, em Belo Horizonte.

A concepção do projeto e a escolha das imagens couberam a Marco Tulio, Renato Morcatti e Márcia Larica. O artista é professor de desenho da Escola Guignard da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), onde ele próprio estudou. Nascido em BH, iniciou suas atividades no fim da década de 1970.

O crítico e curador Agnaldo Farias, em texto publicado no livro, chama a atenção para o fato de a obra do mineiro, que compreende pintura, desenho, objetos, instalações e livros, expressar um conjunto singular. De acordo com ele, Resende “oferece caminhos intrincados, enigmáticos, sugestivos, alternativos às leituras e esquemas racionais, alguns deles ridículos por se pretenderem indiscutíveis”.

Agnaldo observa que grande parte da substância do trabalho do mineiro “reside no modo como ele se alimenta do mundo, pensando e traduzindo-o”, chamando a atenção para Inventário do abandono: coleção de objetos coerente com essa busca, que demonstra o desejo de lidar com o tempo e o espaço – base do colecionismo.

Editado pela C/Arte, o livro tem 206 páginas e custa R$ 60. A galeria fica na Rua Antônio de Albuquerque, 885, Savassi. Informações: (31) 3227-6494.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS