Poeta mineiro João Gabriel Furbino lança livro no Cine Theatro Brasil

%u201CLugar de escrever poesia é no próprio corpo %u2013 e com a navalha bem afiada%u201D, avisa.

por Ângela Faria 21/03/2015 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Reprodução
(foto: Facebook/Reprodução)
BH já abrigou poetas como Carlos Drummond de Andrade, Affonso Avila, Paulo Mendes Campos e Henriqueta Lisboa, entre tantos outros. João Gabriel Furbino, de 25 anos, segue a trilha dos antigos. Premiado em 2014 no concurso Travessia, organizado pelo Diretório Acadêmico da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ele vai à luta. E lança o livro No meio da rua (Benvinda Editora). A noite de autógrafos está marcada para segunda-feira, no Cine Theatro Brasil Vallourec.


João se exercita em saraus espalhados pela capital, que vêm desmentir a tese de que jovens não gostam de ler e preferem o computador aos livros. “Lugar de escrever poesia é no próprio corpo – e com a navalha bem afiada”, avisa o poeta. Estudante de letras na UFMG, ele estreia em uma edição caprichada, com projeto assinado pela P Design Gráfico e belas ilustrações de Alexandre Coelho.

O ofício da literatura é árduo – viver de poesia, então... Mas João persevera. “É verdade, poeta,/ a poesia se escondeu,/ deu um nó na palavra,/ foi embora pra algum lugar./ Mas acontece que estamos aqui, levadíssimos, a sério”, avisa ele em “Nó”.

Disposto a se fazer ouvir (e ler), o rapaz tem lá suas estratégias. Postou versos no blog da editora e colheu quase 10 mil acessos. Segunda-feira, na sessão de autógrafos, quem levar três exemplares paga R$ 55. “Minha intenção é ver meus versos circulando nas mãos do maior número possível de leitores “, avisa João Furbino.


NO MEIO DA RUA
Lançamento do livro de poemas de João Gabriel Furbino. Segunda-feira, às 19h30, no Café do Cine Theatro Brasil Vallourec, Rua Carijós, 258, Centro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS