Autora de 'Freud, me tira dessa' estreia blog no Portal Uai

Pronta para lançar o próximo romance, Laura Conrado se prepara para intensificar a relação com o público online

por Carolina Braga 07/03/2015 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

SARAH TORRES/DIVULGAÇÃO
(foto: SARAH TORRES/DIVULGAÇÃO)

Autora dos livros 'Freud, me tira dessa' e 'Freud, me segura nessa', Laura Conrado está com tudo pronto para colocar o próximo romance nas prateleiras. Mas antes do lançamento – marcado para maio –, a escritora se prepara para intensificar a relação com o público da internet. O site www.lauraconrado.com.br passará a ser hospedado no Portal Uai e terá novidades.

“Estou me preparando para a demanda dessa audiência”, anuncia. Lançado também em 2012, quando a mineira estreou no cenário editorial, o espaço na internet surgiu com o objetivo inicial de divulgar seus livros. Foi a reação dos leitores do blog, enviou comentários e sugestões de novos temas, que impulsionou a produção de conteúdo exclusivo para a web.

Hoje, Laura Conrado mantém o endereço com postagens semanais sobre comportamento, relacionamentos e temas femininos. Há também espaço para falar sobre o que ela gosta de ler, ver, para onde gosta de viajar e até para a maquiagem que usa. Os assuntos mais comentados se transformam em pautas para vídeos, disponibilizados no YouTube. “Como os meus romances têm uma pegada comportamental, sobre o tornar-se adulto e ser mulher, as leitoras se sentem muito próximas”, conta.

Laura Conrado tem 30 anos. Formou-se em jornalismo, mas sempre sonhou em ser escritora. Com a história de Catarina, a mulher que se apaixona pelo terapeuta em Freud, me tira dessa, conseguiu redirecionar sua carreria para se tornar uma autora profissional. Hoje, vive de sua literatura e soma 20 mil exemplares vendidos.

Publicou pela editora Novo Século Só gosto de cara errado (2013) e Freud, me segura nessa (2014). Também participou da coletânea Shakespeare e elas (Autêntica, 2014), na qual os clássicos do autor foram reescritos por jovens escritoras.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS