Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, fará exposição sobre Renato Russo

Acervo contará com manuscritos, discos e documentos

04/03/2015 10:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mila Petrillo/CB/D.A Press
Fotos do líder da Legião Urbana devem ser expostas no MIS em 2017 (foto: Mila Petrillo/CB/D.A Press)
Manuscritos, discos, quadros, desenhos, fotos, roupas, recortes de jornais, dezenas de diários e até uma coleção de ursinhos de pelúcia que pertenceram a Renato Russo servirão de acervo para uma exposição inédita sobre o cantor, a ser realizada pelo MIS (Museu da Imagem e do Som) de São Paulo, em 2017. O material, que permaneceu intacto por quase duas décadas, passará por uma triagem nos próximos dias. Em seguida, será embalado e recolhido do apartamento que Renato mantinha na Rua Nascimento e Silva, em Ipanema, Rio de Janeiro.

Giuliano Manfredini, filho do cantor, é um dos entusiastas do projeto, que também providenciará a restauração de fotos, textos, documentos e vídeos do líder da Legião Urbana. Antes da exposição ser inaugurada, os fãs poderão matar as saudades de outra forma. Um longa-metragem inspirado na canção 'Eduardo e Mônica' está sendo produzido pela Gávea Fimes com direção de René Sampaio, mesmo diretor de Faroeste Caboclo (que ganhou 7 prêmios e levou 1,4 milhões de pessoas aos cinemas em 2013). O filme tem estreia prevista para o final de 2016. Em entrevista à imprensa no ano passado, Giuliano anunciou que também planeja lançar um DVD com imagens gravadas no Metropolitan, em 1994, durante o show 'Como é que se diz eu te amo' (Plateia Livre); um documentário sobre a vida do pai; e um instituto voltado para dependentes químicos e seus familiares.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS