Grupo de teatro Ponto de Partida celebra 35 anos de casa nova

Cia se prepara para inaugurar, em março, em Barbacena, complexo educativo-cultural instalado em antiga fábrica restaurada

por Ana Clara Brant 30/11/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Erica Elke/Divulgação
(foto: Erica Elke/Divulgação)
Barbacena, no Campo das Vertentes, vai ganhar um espaço que unirá teatro, música e literatura a uma natureza privilegiada. A Estação Ponto de Partida, que leva o nome do grupo de teatro e que reunirá todas essas artes, será concluída em breve. O próximo passo é a entrega do restauro da Casa Palavra, prevista para o começo de dezembro. O local abrigará uma biblioteca, um café/bistrô e também vai se dedicar a lançamentos de livros e encontros literários.

A inauguração completa da Estação está prevista para março de 2015, como parte das celebrações dos 35 anos da companhia. A diretora do Ponto de Partida, Regina Bertola, adianta que outras ações devem marcar a data. “Estamos articulando com os Sescs uma exposição e também queremos lançar um livro comemorativo. Ainda estou matutando se vamos montar um espetáculo novo ou remontar um antigo com outra roupagem para o ano que vem”, revela.

A Estação Ponto de Partida ocupa quatro de três casas de uma sericícola, fábrica de seda barbacenense de 1912, considerada a segunda mais antiga do Brasil. O local, que está sendo restaurado pelo Grupo Ponto de Partida e parceiros, desde 1998, já abriga a sede do grupo, conhecida como Casa do Ponto, e a Bituca – Universidade da Música Popular.

Integrante do grupo há 11 anos, a atriz e compositora Júlia Medeiros exalta que o espaço, quando totalmente finalizado, será um marco na trajetória artística do Ponto de Partida e destaca sua localização estratégica, já que Barbacena fica entre o Rio de Janeiro, Belo Horizonte e as cidades históricas. “Será um lugar de efervescência artística e cultural e vai se fixar nos três pilares que nos sustentam – música, teatro e literatura. Os frequentadores vão poder almoçar no bistrô, conhecer a nossa sede, quem sabe ouvir um saxofonista na Bituca e, ao mesmo tempo, conferir um lançamento de livro na Casa Palavra. Tudo nesse complexo”, ressalta.

Padrão Inhotim

Regina Bertola conta que os últimos detalhes, como o piso e a iluminação, estão sendo colocados na Casa Palavra e que, apesar de a restauração ser entregue provavelmente no próximo dia 10, ela ainda não estará aberta à população. O espaço, totalmente dedicado à literatura, terá até um pátio para 800 pessoas.

A diretora e atriz Regina Bertola lembra que um dos destaques da Estação Ponto de Partida é a parceria com o Instituto Inhotim, que criou um jardim com área de aproximadamente 5 mil metros quadrados, que contará com cerca de 30 espécies de plantas, incluindo bromélias, aráceas, palmeiras e ainda plantas que fazem referência à memória do lugar, como amoreiras e, claro, as famosas rosas de Barbacena. Quem assina o projeto é o próprio paisagista do Inhotim, Pedro Nehring. “Em julho, fizemos um grande mutirão, por meio de um Jardim Escola, em que 30 jardineiros da cidade foram treinados gratuitamente pela equipe do instituto. Eles tiveram a oportunidade de se reciclar e de vivenciar a construção de um jardim, com padrão Inhotim, do início ao fim, participando ativamente desse processo, com orientação de sua equipe técnica especializada”, ressalta Regina.

Parceria

Em contrapartida, a companhia teatral vem realizando uma série de espetáculos e oficinas de formação artística na sede do Centro de Arte Contemporânea. “Apesar de serem duas instituições aparentemente díspares, elas conseguiram estabelecer uma parceria sem gastar um tostão e trocar experiência e trabalho”, acrescenta.

Júlia Medeiros comenta que a Estação Ponto de Partida é um dos últimos patrimônios históricos de Barbacena que ainda estão de pé e que, agora que está praticamente recuperado, o espaço será devolvido à população com atividades culturais e de lazer permanentes. “Voltamos às nossas origens, fazendo esse trabalho de recuperação da memória e do patrimônio, e, agora, é hora de usufruir por completo desse complexo cultural”, declara.

Troca de saberes

A partir de amanhã, a Bituca – Universidade de Música Popular, vinculada ao Ponto de Partida, em Barbacena, abre inscrições para seus cursos livres e gratuitos de caráter profissionalizante. Ao todo, são 150 vagas. A escola, que em 2014 está completando uma década, conseguiu se firmar nesse período no ensino de música brasileira e popular, como ressalta a atriz Júlia Medeiros. “Antes da Bituca, não existia o ensino de música popular nas universidades federais brasileiras. Ela foi o carro-chefe desse movimento e trouxe uma metodologia totalmente nova. E o interessante é que os professores não são acadêmicos, mas ídolos dos alunos, como Gilvan de Oliveira, Cléber Alves e Serginho Silva, entre outros”, destaca.

A escola profissionalizante que homenageia Milton Nascimento recebeu, no ano passado, inscrições de 136 cidades, de 10 estados e quatro países. “Não tem limite de idade e não é exigido nenhum grau de escolaridade. O importante é ter talento. Oferecemos cursos para canto, instrumentos como piano, violão, bateria, baixo, além de afinação e restauro de piano e até de engenharia de som e produção musical”, acrescenta Júlia.

Diretora do grupo, Regina Bertola frisa que a cada ano a universidade vem se consolidando e se tornando referência não só no Brasil como no exterior, e que é comum trombar com vários músicos profissionais que passaram por lá, que trabalham, inclusive, em outros países. “Temos gente que hoje está na Alemanha, Estados Unidos, França, Suíça. Oitenta e seis por cento dos nossos ex-alunos estão trabalhando com música”, celebra. As inscrições podem ser feitas até o dia 19. Informações: www.bituca.org.br e (32) 3331-0348.

Agenda do ponto de partida

Dezembro


» Dia 3 – Ouro Preto
Espetáculo Mineiramente, às 20h. Centro de Convenções.
Informações: (31) 3559-3400;

» De 10 a 14 – Barbacena

Bazar no Ponto (bazar de Natal com produtos de artistas, estilistas e artesãos mineiros, com shows diários e oficinas)
Participam: Ronaldo Fraga, Virgínia Barros, Mary Design, Graziela Guimarães, Panoletos, Cristais Cad'oro, Marie Camille etc.
Local: Estação Ponto de Partida. Informações (32) 3331-5803.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS