Bienal do Livro tem intervenções de Leo Brasil e bate-papo com Felipe Neto

No Café Literário, o escritor Humberto Werneck e a professora e editora Guiomar de Grammont falam das conexões da literatura com a memória

por Fernanda Machado 20/11/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Internet/Reprodução
Escritor Felipe Neto conversa com o público sobre sua trajetória (foto: Internet/Reprodução)
A Bienal do Livro de Minas programou várias atrações para hoje. A função começa às 9h30, com intervenções poeticomusicais de Leo Brasil. Textos de Vinicius de Moraes e Leonardo Boff, entre outros autores, inspiram performances de Leo ao som de flauta, gaita e violão.

Às 19h, no Conexão Jovem, o escritor Felipe Neto conversa com o público sobre sua trajetória. Autor do livro 'Não faz sentido – Por trás da câmera' (Casa da Palavra), ele vai falar de redes sociais e de sua participação no Parafernalha, canal do YouTube que conquistou  milhares de internautas.

Às 19h30, no Café Literário, o escritor Humberto Werneck e a professora e editora Guiomar de Grammont falam das conexões da literatura com a memória. No mesmo horário, no Auditório João Ubaldo Ribeiro, o especialista Luiz Flávio Sapori faz palestra sobre os motivos do crescimento da violência no Brasil. Ele acaba de lançar livro sobre esse tema.

BIENAL DO LIVRO DE MINAS
Expominas, Avenida Amazonas, 6.030, Gameleira. Hoje e amanhã, das 9h às 22h; sábado e domingo (último dia), das 10h às 22h. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Informações: www.bienaldolivrominas.com.br

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS