Livro 'Por que cresce a violência no Brasil?' tem lançamento na capital

Luís Flávio Sapori e Gláucio Ary Dillon Soares criaram base de informações e análises que permitem ao leitor compreender o complexo fenômeno social

por João Paulo 04/11/2014 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marta Carneiro/Divulgação
Luís Flávio Sapori coordena o Centro de Estudos e Pesquisas em Segurança Pública da PUC Minas (foto: Marta Carneiro/Divulgação)
O título do livro que Luís Flávio Sapori e Gláucio Ary Dillon Soares lançam nesta terça-feira em Belo Horizonte, pela Autêntica e Editora PUC Minas, é uma pergunta: 'Por que cresce a violência no Brasil?'. Uma indagação que, em tempos pós-eleição, se torna bastante relevante. Sempre percebida pelos cidadãos como uma das maiores preocupações no dia a dia, a violência fez parte dos debates eleitorais com muitas propostas e dados, mas o tema não foi esgotado. O propósito do livro é exatamente criar uma base de informações confiáveis e análises que permitam ao leitor compreender esse complexo fenômeno social.

Para os autores, há uma aparente contradição entre a melhoria dos indicadores sociais, sobretudo a partir dos anos 2000, e os assustadores índices de violência registrados pela sociedade brasileira. Mesmo diminuindo a pobreza e melhorando a educação, os números de homicídios e assaltos ainda fazem do Brasil um dos países mais violentos do mundo. A comemoração de um lugar entre as nações mais ricas não se justifica frente às estatísticas espantosas de crimes no país. Dissecar esse paradoxo é o objetivo dos autores.

O livro mostra que a violência não pode ser reduzida apenas a uma consequência da miséria, sendo um fenômeno com muitas causas, entre elas a impunidade, o tráfico de drogas, a força do grupo e dimensões estruturais e institucionais da realidade social. Sapori e Dillon apresentam, entre outras, as explicações fundamentadas na criminologia crítica, na teoria da dissuasão e a na teoria dos rótulos, o que reforça a ideia de uma multicausalidade do crime.

Repressão e prevenção Outro aspecto analisado no estudo é o aparente antagonismo entre soluções preventivas e punitivas, como se as primeiras se relacionassem com uma visão progressista da sociedade e as ações repressivas fossem consideradas partidárias do conservadorismo. Para defender que cabe às políticas públicas o cuidado simultâneo com os dois lados, levando-se sempre em conta os direitos humanos, Sapori e Dillon apresentam experiências bem-sucedidas em andamento no Brasil. E apontam ainda para o risco da descontinuidade dos projetos exitosos, por razões políticas ou ideológicas, com a inevitável retomada de índices preocupantes de violência urbana.

Por que cresce a violência no Brasil? é um instrumento importante para especialistas e cidadãos interessados no tema. Com rico e bem-ordenado aparato estatístico, o livro permite uma melhor compreensão dos rumos das políticas de segurança, deixando de lado o impressionismo e o imaginário popular reducionista a respeito da questão. O estudo mostra ainda como a academia deve se orientar frente aos problemas sociais, com clareza e profundidade, dotando o leitor de informações significativas para o exercício de sua cidadania.

POR QUE CRESCE A VIOLÊNCIA NO BRASIL?
Lançamento do livro de Luís Flávio Sapori e Gláucio Ary Dillon Soares. Nesta terça-feira, às 19h30, na Câmara de Dirigentes Lojistas,
Avenida João Pinheiro, 495, Funcionários, (31) 3249-1666.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS