Comédia 'O que o mordomo viu' está de volta a BH, agora com Arlete Salles

Atriz divide o palco com Miguel Falabella, que interpreta Dr. Arnaldo

por Ana Clara Brant 10/10/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paula Kossatz/Divulgação
(foto: Paula Kossatz/Divulgação)
A peça 'O que o mordomo viu' celebra o primeiro encontro entre os amigos Miguel Falabella e Arlete Salles no teatro. Porém, quando o espetáculo estreou, em janeiro, um problema de saúde da atriz mudou todos os planos. Arlete teve que fazer uma cirurgia para a retirada de um nódulo no seio e acabou participando apenas de uma apresentação. “Hoje, vejo a vida com outros olhos. Estou mais tranquila e mais paciente”, declara.


Totalmente refeita da dolorosa experiência e de volta à produção depois de oito meses de afastamento, Arlete Salles estará em cartaz, de hoje a domingo, no Teatro Sesiminas. “Logo que retornei aos palcos em Paulínia, no interior de São Paulo, em 22 de agosto, tive que me adaptar, pois tinha feito apenas uma apresentação e meus colegas estavam em ritmo afinado. Agora, já consigo me divertir em cena junto com eles”, revela.

'O que o mordomo viu', texto do dramaturgo inglês Joe Orton, escrito em 1967, é considerado o melhor trabalho concebido no período mais amadurecido do autor. Mesmo que tenham se passado 47 anos, a obra mostra-se atual ao tratar de temas como sexualidade, poder, mentiras, traições e corrupção.

A trama, que tem versão brasileira e direção de Falabella, gira em torno do psiquiatra Arnaldo (Miguel Falabella) e sua atraente secretária, Denise Barcca (Alessandra Verney). A peça começa com a secretária sendo examinada pelo doutor, durante entrevista de emprego. Como parte da entrevista, ele a convence a se despir. A situação vai se tornando mais intensa à medida que a conversa avança, até a entrada em cena da senhora Mirta (Arlete Salles), esposa do dr. Arnaldo. Neste momento, o médico tenta encobrir o que se passava e, sem tempo para pensar, esconde a secretária Denise atrás de uma cortina.

A  partir daí se desenrola um grande jogo de erros, pois sua esposa também está escondendo algo: a promessa do cargo de secretário a Nico (Magno Bandarz), por quem está sendo chantageada. Aos poucos, outros personagens vão surgindo, enriquecendo ainda mais a trama. Como se não bastasse a trapalhada, a clínica do dr. Arnaldo passa por uma inspeção do governo por equipe liderada pelo dr. Ranço (Marcello Picchi). O caos é descoberto e dr. Ranço vai usar a situação para desenvolver um novo livro. “Mirta é uma personagem deliciosa de fazer. Ela é uma ninfomaníaca, engraçada e louca. E essa parceria pioneira com o Miguel nos palcos é diferente e gratificante. Apesar de termos trabalhado juntos, no teatro é diferente. Passamos mais tempo juntos, curtimos um pouco mais a nossa amizade”, diz Arlete Salles.

Para a artista, que interpretou figuras célebres na TV como a Carmosina de 'Tieta', a delegada Francisquinha em 'Pedra sobre Pedra' e a impagável Copélia de 'Toma lá, dá cá', o sucesso da montagem que, inclusive, esteve em BH em março, mas com Marisa Orth no papel de Arlete, é porque ela não é uma é uma peça óbvia. “As pessoas se prendem à história, sem falar que é muito divertida. O mordomo acaba sendo o olhar do público, vê as loucuras e as graças dessa comédia”, resume a atriz que, em fevereiro, estará de volta à telinha em 'Rio Babilônia', próxima novela das nove da Globo. “Vou fazer o papel da mãe de Marquinhos Palmeira. Mais uma personagem para divertir o espectador”, anuncia.

 

O que o mordomo viu
Espetáculo com Miguel Falabella e Arlete Salles, nesta sexta-feira, às 21h30; sábado, às 19h e às 21h30; domingo, às 19h. Teatro Sesiminas, Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia. Ingressos: Setor 1 – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia); setor promocional: R$ 50 (preço único). À venda na bilheteria do teatro e no www.ingresso.com, Classificação: 14 anos. Informações: (31) 3889-2003.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS