Divulgada lista dos vencedores do Concurso de Literatura Cidade de Belo Horizonte

Prêmio infanto-juvenil João-de-Barro também conheceu os premiados

09/10/2014 11:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação/PBH
(foto: Divulgação/PBH)
Dois paulistas e dois cariocas foram os grandes vencedores do Prêmio Cidade de Belo Horizonte de literatura. O resultado foi divulgado pela Fundação Municipal de Cultura da capital.

O prêmio é dividido em quatro categorias: romance, conto, dramaturgia e poesia. O melhor romance foi 'Arroz queimado', dp paulista Vinícios Gomes Machado. Já o melhor conto ficou com 'As últimas aventuras do heroi', do paulista Flávio Cafieiro. Os cariocas ficaram com os prêmios de melhor dramaturgia e melhor poesia, com 'Que rei fui eu, de Décio de Castro e 'Pomares de Cézanne' de Marcus Vinícius Teixeira Quiroga Pereira, respectivamente.

Cada ganhador recebeu R$ 50 mil reais. O prêmio literário Cidade de Belo Horizonte é um dos mais antigos do país, criado em 1947.

João-de-barro

Dois autores também receberam prêmios do concurso infanto-juvenil João-de-Barro. Foram duas categorias analisadas, Livro Ilustrado e Texto Literário. O vencedor como melhor livro ilustrado foi 'Rosa', do paulista Odilon Moraes. O melhor texto literário ficou para a também paulista Adriana Calabro Orabona.

Confira a lista dos vencedores e das menções honrosas dos prêmios Cidade de Belo Horizonte e João-de-Barro de literatura:

Cidade de Belo Horizonte

Romance

'Arroz queimado', de Vinícius Gomes Machado (Santo André – SP).  Júri: Aluízio Leite, jornalista e editor da 'Livros da Matriz', Luís Giffoni, escritor e Roniere Silva Menezes, doutor em estudos literários e professor de literatura do Cefet Minas Gerais.

Menções honrosas

1ª menção honrosa: 'Corpo sepulcro', de Mike Sulivan de Paula Pinheiro (Niterói - RJ)

2ª menção honrosa: 'Corpos furtivos', de Francisco Carlos Lopes (Brotas - SP).

3º menção honrosa: 'Brochadas', de Jacques Fux (Belo Horizonte - MG)

Conto

'As últimas aventuras do herói', de Flávio Cafieiro (São Paulo - SP). Júri: José Castello, crítico literário e escritor, Marcílio França Castro, escritor e Oséias Ferraz, livreiro e editor da 'Crisálida'.

Menção honrosa

'Rubrica: variedade – uma narrativa e vários episódios', de Fábio Gorodoski (Berlim - Alemanha).

Dramaturgia

'Que rei fui eu', de Décio de Castro (Miguel Pereira – RJ). Júri: Jota D’Ângelo, diretor e fundador do teatro experimental, Wilson de Oliveira, diretor, professor e fundador do grupo Encena e Consuelo de Castro, dramaturga.

Menções honrosas

1ª menção honrosa: 'Sun Tzu / Adoniran', de Marcos Barbosa de Albuquerque (São Paulo - SP)

2ª menção honrosa: 'O anel do amor verdadeiro', de Gabriel Neves Camargo (Porto Alegre – RS)

3ª menção honrosa: 'Transe! to me', de Guilherme da Silva Marinheiro (São Paulo – SP)

Poesia

'Pomares de Cézanne', de Marcus Vinícius Teixeira Quiroga Pereira (Rio de Janeiro - RJ). Júri: Dagmar Braga, poeta, Thais Guimarães, poeta e Eduardo Lacerda, editor da 'Patuá'.

João-de-Barro

Livro Ilustrado

'Rosa', de Odilon Moraes (Valinhos-SP). Júri: Ângela Lago, editora e ilustradora, Maíra Lacerda, especialista e Marcelo Del’Anhol, editor.

Menções honrosas

1ª menção honrosa: 'Vovó não sabe mais nada', de José Carlos Lollo e Blandina de Almeida Prado Franco (São Paulo – SP).

2ª menção honrosa: 'Moscas e outras memórias', de Fabíola Werlang e Eve Ferreti (Chicago/EUA, Curitiba – PR).

3ª menção honrosa: 'Cisco', de Anna da Cunha Teixeira (Belo Horizonte – MG)

Texto Literário

'Socorro, estou sendo engolido', de Adriana Calabro Orabona (São Paulo – SP). Júri: Renata Farhat Borges, escritora e editora, Ernani Ssó, escritor e Sabrina Seldmayer Pinto, professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais.

Menções honrosas

1ª menção honrosa: 'Armadilhas de pegar Rodolfos', de Lauro Roberto Elme (Praia Grande – SP)

2ª menção honrosa: 'Meu pai é o rei do congo', de Alan Roberto de Oliveira (Belo Horizonte – MG)

3ª menção honrosa: 'A canção dos afogados', de Rosa Amanda Strausz (Rio de Janeiro – RJ)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS