Marcos Casuo mostra em BH o espetáculo 'Universo Casuo'

Montagem mostra a saga de um palhaço para trazer de volta a alegria ao Planeta Azul

por Ana Clara Brant 19/09/2014 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Casuo/Acervo
(foto: Marcos Casuo/Acervo)
Sonho, magia, humor, poesia, acrobacia, dança, equilíbrio, música e muitos efeitos especiais. Esses são os ingredientes de 'Universo Casuo', megaprodução criada pelo protagonista do espetáculo 'Alegria', do Cirque du Soleil, o palhaço, empresário e empreendedor Marcos Casuo. A montagem, que foi já foi vista por mais de 1, 4 milhão de pessoas em todo o Brasil, será encenada pela primeira vez neste fim de semana, no Cine Theatro Brasil.


Desenvolvido por Casuo durante anos de pesquisa em suas viagens ao redor do mundo, o espetáculo – que tem promoção cultural do Estado de Minas, TV Alterosa, Rádio Guarani e Portal Uai – conta em gramelô, língua oficial de do planeta multicolorido, a história de um universo paralelo onde tudo é possível. Nele, o personagem denominado Clown percebe que a Terra, o Planeta Azul, que antigamente esbanjava cores, está desbotada. O palhaço resolve atravessar o portal e entrar na Terra para trazer de volta os sonhos e as fantasias. “É uma produção de muito respeito aos espectadores, como ocorre hoje em grandes circos internacionais. Trouxe esse universo mágico do que aprendi com o Cirque du Soleil para o meu país”, comenta o artista.

Marcos Casuo sempre teve dois sonhos na vida: fazer parte de uma das empresas circenses mais importantes do mundo, o Cirque du Soleil, e montar sua própria companhia. Ficou oito anos no grupo canadense e em 2008 a carreira tomou outro rumo. “Sou uma pessoa muito caxias. Quanto mais difícil o desafio e mais complicada a proposta, mais me encanto. Com o Cirque foi assim e quando montei minha companhia também. Hoje, nosso projeto serve de inspiração para muita gente”, orgulha-se.

A trajetória de Casuo começou com a capoeira, aos 8 anos. A partir daí, ele se interessou por teatro, dança, artes plásticas e, posteriormente, pelo break dance e ginástica olímpica. Aos 16 anos, o futuro palhaço decidiu sair de casa com a convicção de que queria ser artista. Um tempo depois, ganhou uma oportunidade no Grande Circo Popular do Brasil, dirigido pelo ator Marcos Frota. Anos mais tarde, já mais amadurecido, passou numa audição para o tão sonhado Cirque du Soleil, onde permaneceu durante quase uma década. “Quem se encantou no Alegria, em que fui protagonista, vai ter a oportunidade de conferir minhas performances inusitadas neste espetáculo. Universo Casuo apresenta as infinitas maneiras de superarmos nossos limites, mostrando um novo caminho para a performance circense”, garante o palhaço.

 

UNIVERSO CASUO
Sábado, às 21h; domingo, às 20h. Cine Theatro Brasil Vallourec, Praça Sete, Centro. Ingressos: 1º lote/antecipado: R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). À venda na bilheteria do teatro e no site www.ingresso.com. Assinantes do jornal Estado de Minas têm 60% de desconto. No ato da compra, apresente o cartão Clube A, para requerer o benefício. Informações: (31) 8402-8180. Classificação livre. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS