Christian e Anastasia planejam novo filho em trecho inédito de 'Cinquenta Tons de cinza'

Escritora E.L. James criou um trecho adicional para comemorar o aniversário de 25 anos da personagem Anastasia Steele

por Correio Braziliense 11/09/2014 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/Youtube
Anastasia é interpretada pela a atriz Dakota Johnson (foto: Reprodução/Youtube)
E.L. James publicou uma cena inédita (e fictícia) de 'Cinquenta Tons de Cinza', nesta quarta-feira, no blog da autora. A escritora criou o trecho para comemorar o aniversário de 25 anos da personagem Anastasia Steele. Essa é a segunda vez que a autora produz uma cena a mais para a trama, a primeira vez foi em 18 de junho, no aniversário de Christan Grey.

Nos trechos adicionais, Christian pergunta para Anastacia o que ela gostaria de ganhar no aniversário e ela pede ao marido para terem outro bebê. "Eu não quero que Ted seja filho único. Eu era. Ansiava por irmãos e irmãs. Você tinha dois. Você não sabe". Nos livros, a trilogia encerra com a famila Grey vivendo "feliz para sempre" com Theodore Raymond Grey, primeiro filho do casal.

O primeiro filme da trilogia tem estreia prevista para 14 de fevereiro de 2015 nos Estados Unidos, ainda não há data de lançamento do filme no Brasil.

Confira o techo criado por E.L. James

O que você gostaria para o seu aniversário?” Christian pergunta, sua voz rouca enquanto sua mão acaricia minha nuca. Nós olhamos para o pôr do sol espetacular sobre nossa nova casa em Sound enquanto seus dedos fazem sua mágica. Mas não consigo relaxar. Eu sei o que eu quero. Mas ele quer…? Respirando fundo, convoco toda a coragem que posso do meu corpo.
Ok. Lá vai.
“Outro filho.” Minha voz é tão suave como um suspiro.
A mão de Christian para por um longo tempo, enquanto meu coração martela em meu peito. Por fim, lentamente, ele vira-se para mim, então estou olhando sua linda e ilegível expressão.
“Nós temos um menino maravilhoso.” ele sussurra.
“Eu sei.” Estendendo minhas mãos e deslizo-as em seu pescoço, enquanto ele está congelado me observando. “Mas eu não quero que Ted seja filho único. Eu era. Ansiava por irmãos e irmãs. Você tinha dois. Você não sabe.” Eu estou balbuciando.
Ele inclina sua cabeça na minha, nossas testas se tocando, e fecha seus olhos.
“Ana, você quase morreu.”
“Eu não quase morri. Pare de ser tão dramático.”
“Mas…”
“Eu implorarei.”
“O quê?”
“Implorarei. Qualquer coisa.” Droga, pareço desesperada.
“Sério?”
“Sim.”
“Qualquer coisa?” Ele levanta as sobrancelhas, os olhos escurecendo, e aquele arrepio tão familiar borbulha dentro de mim. “Bem… isso tem possibilidades.” Ele corre o dedo em minha têmpora até meu queixo.
Ok. Dai-me força.
Eu o solto, pronto para minha confissão. “Parei de tomar minhas pílulas.”
“O quê?” Seu choque é palpável.
“Tomei a decisão em minhas próprias mãos. Tomei uma decisão unilateral… eu pensei… Bem, depois da última vez…” Minha voz diminui enquanto percebo que estou tagarelando novamente e encontro-me com um muro de silêncio recriminado.
Merda.
Ele murmura algo – acho que é “sempre no comando”. Ele fecha seus olhos, balança a cabeça. Resignado? Irritado? Vai recusar o pedido? Não faço ideia. Meu coração batendo. Não quero que repita como da última vez.
Quando ele abre os olhos novamente estão em chamas.
Seja lá o que for.
“Você quer outro filho?”
“Sim.”
“Ok. Vamos lá fazer um bebê.”


Assista ao trailer de 'Cinquenta tons de cinza':


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS