Coletivo de atrizes do Morro do Papagaio apresenta 'Quando eu vim para um Belo Horizonte' na Casa do Beco

Grupo formado por atrizes já na maturidade se formou após oficina de teatro na comunidade; peça assinada por Nil César é composta por relatos das próprias atrizes

por Carolina Braga 26/08/2014 08:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nil César/Divulgação
As atrizes descobriram o gosto pelo teatro na maturidade (foto: Nil César/Divulgação)
O que começou como uma simples oficina de teatro para as moradoras do Morro do Papagaio, em Belo Horizonte, tomou uma proporção pouco imaginada por todos os envolvidos. A estreia de 'Quando eu vim para um Belo Horizonte', esta noite para convidados, de certa forma oficializa o início da carreira como atrizes de Adeguimar de Jesus, Cruzelina de Oliveira, Du Carmo Fernandes, Geralda Santana, Lina Silva, Maria Geralda de Paula e Rosário Abreu. Detalhe: todas elas descobriram o teatro na maturidade.

O espetáculo dirigido por Nil César, do Grupo do Beco, transforma em dramaturgia passagens reais da vida das intérpretes. “O espetáculo é uma demanda delas mesmo. Circulamos em alguns espaços da cidade com algumas demonstrações e quando terminamos uma delas disse ‘agora somos artistas de qualquer jeito, queremos montar uma peça com cenário, figurino, trilha sonora’”, conta o diretor.

Nil César é quem assina o roteiro da montagem. O texto foi construído a partir do depoimento das atrizes. São memórias de quando se mudaram para Belo Horizonte e também relacionadas à posição da mulher na sociedade. 'Quando eu vim para um Belo Horizonte' fala sobre trabalho infantil, violência doméstica após o casamento, além de resgatar brincadeiras antigas com bonecas de pano, cantigas de roda e bolas de meia.

As atrizes participaram ativamente de todo o processo da montagem, inclusive na confecção do cenário e dos objetos de cena. “Fizeram fuxicos, forros de mesa de croché, pintura em latas de água e participaram ativamente de como seria o figurino”, conta Nil. A trilha sonora tem Meninas de Sinhá, Déa Trancoso e Rubinho do Vale entre outras cantigas de roda entoadas pelas intérpretes.
 
Casa do Beco
'Quando eu vim para um Belo Horizonte' é resultado de uma das ações promovidas pela Casa do Beco, espaço mantido pelo grupo teatral fundado no Morro do Papagaio em 2003. O local surgiu a partir do trabalho artístico do Grupo do Beco que, desde 1995, atua com o foco na pesquisa artística sobre o morador de favela, colocando em debate os estereótipos, a violência contra os moradores e o estigma da miséria. A Casa do Beco é um Ponto de Cultura desde 2009.
 
Quando eu vim para um Belo Horizonte
Sexta e sábado, às 20h. Casa do Beco, Avenida Artur Bernardes, 3.876, Barragem Santa Lúcia, (31) 3297-1455. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS