Feira de Arte Popular é opção para o fim de semana

Evento acontece no Espaço Cultural do Ponto Lar Shopping, neste sábado e domingo

por 23/08/2014 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Anna Marina

Divulgação
(foto: Divulgação)

Os apreciadores das artes manuais poderão conferir, este sábado e domingo, no Ponteio Lar Shopping, a segunda edição da Feira de Arte Popular. A feira, que teve sua primeira edição em junho, será realizada mensalmente no mall, no Espaço Cultural, piso L1, das 10h às 22h.

Participam cerca de 40 expositores das cidades de Belo Horizonte, Lagoa Santa, Ouro Preto e Mariana, que terão a oportunidade de expor e comercializar seus trabalhos artesanais, objetos de decoração, bordados, acessórios, pinturas, arte sacra, esculturas, cerâmica, arte em pedra-sabão, patchwork, esculturas em madeira e arte barroca, entre outros. Além disso, estarão presentes as Meninas do Cafezal, apresentando e comercializando seus produtos. Entre os expositores estão Edney do Carmo, de Mariana, que participa com esculturas de madeira; Maria José Mol, que faz colchas de versos, com bordados em poesia árcade, que é de Ouro Preto; Marcos Andrade (esculturas em arame, de BH), Leila Tassis (de Lagoa Santa, que expõe luminárias em fibra de bananeira), as ceramistas Sonia Imanish e Carmelita Andrade, as designers Denise Viana e Silvana Jácome (vidro pintado à mão) e outros.

A promoção tem como proposta valorizar a produção artística popular e promover interação entre os artistas. “Esta é uma grande oportunidade de os artistas e artesãos divulgarem sua arte. Expor o seu trabalho em um shopping de decoração e design é um encontro das artes com muitas oportunidades de negócios”, destaca Cissa Brant, socióloga e organizadora do evento.

De acordo com o gerente de marketing do shopping, Luiz Sternick, a promoção é mais uma ação cultural do Ponteio. “O nosso objetivo é fazer do espaço não só um centro de compras, mas um celeiro das artes. Nossa intenção é divulgar e promover a arte feita com as mãos e promover aproximação entre os artistas”, afirma. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS