Palco Giratório do Sesc chega a BH com 22 apresentações gratuitas até o fim de agosto

Programação do projeto na capital mineira concentra-se no Sesc Palladium mas inclui outros espaços como a Praça do Papa, que receberá montagem do Galpão

por Mariana Peixoto 11/08/2014 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Talita Oliveira/Divulgação
'Solamente Frida', da Cia. Garotas Marotas (Acre) será apresentada na quinta-feira, 14 (foto: Talita Oliveira/Divulgação )
Maior festival itinerante de artes cênicas do país, o Palco Giratório, promovido pelo Sesc, terá em sua programação este ano 22 apresentações. Até dia 31, o evento, que está sendo realizado pela terceira vez em Belo Horizonte, vai reunir espetáculos de todas as regiões do Brasil, seja em palco ou na rua.

De Minas, são dois os grupos convidados: o Galpão, que leva a montagem 'Till –A saga de um herói torto' para a Praça do Papa, no sábado, e o Oriundo, com a peça infantil 'O mistério da bomba H'. Mesmo que boa parte da programação seja concentrada no Sesc Palladium, no Centro da capital mineira, há atividades fora do eixo, todas com entrada franca. 'O mistério da bomba H', por exemplo, será encenado amanhã na unidade Contagem do Sesc.

De longe

Um dos destaques desta semana vem do Acre: 'Solamente Frida', da Cia. Garotas Marotas, de Rio Branco, será apresentada quinta-feira, no Grande Teatro. A montagem vem a BH pela segunda vez – no primeiro semestre foi encenada na Zap 18.

Criado em 2011 pela atriz Clarisse Baptista e pela produtora Marineide Maia, o grupo Garotas Marotas estreou justamente com o espetáculo inspirado na vida da pintora mexicana Frida Kahlo. Para a encenação, se uniu ao grupo boliviano Teatro de Los Andes, responsável pela direção (a cargo de Gonzalo Callejas e Alice Guimarães). Em cena, Clarisse interpreta a personagem-título e o ator convidado Nonato Tavares, de Manaus, se divide entre personagens como o pai da pintora, Guillermo Kahlo; o marido dela, Diego Rivera; e a própria morte.

“O espetáculo não apresenta a vida de Frida numa ordem cronológica”, explica Clarisse Baptista. “A partir de escritos dela – Cartas apaixonadas, além de seu próprio diário – e de outros feitos sobre ela, a narrativa foi criada, seja por meio de imagens ou dos textos narrativos. Há momentos dela com o pai, com sua arte, com os acidentes que sofreu, as traições do Diego.”

Na programação do Palco Giratório, 'Solamente Frida' será apresentada até o fim deste ano, em 26 cidades. “Com o Amazônia nas Artes (outro projeto itinerante do Sesc) fizemos também 36 cidades. Ou seja, vamos fechar 2014 com mais de 60 apresentações”, contabiliza a atriz.

PALCO GIRATÓRIO
Até 31 de agosto. Veja programação completa no site www.sescmg.com.br/palcogiratorio. Entrada franca. Informações: (31) 3270-8100.


Oficinas
Além de espetáculos, o Palco Giratório promove oficinas. As desta semana já estão com inscrições encerradas. Mas há oferta para oficinas de maquiagem com o coletivo As Travestidas, de Fortaleza (dia 19, com inscrições até sexta-feira), e de choque, com Núcleo do Dirceu, de Teresina (dia 26, com inscrições até o dia 19).


• Programação da semana

• Terça-feira, 12
'Barrica Poráguabaixo', com Palhaça Barrica (Chapecó/SC), às 13h30, no Teatro de Bolso Júlio Mackenzie Sesc Palladium
'O mistério da Bomba H', com Grupo Oriundo de Teatro (BH), às 14h, no Sesc Contagem/Betim
Quinta
'Solamente Frida', com Cia. Garotas Marotas (Rio Branco/AC), às 21h, no Grande Teatro Sesc Palladium
Sexta
'Anônimo', com Grupo Peleja (Recife/PE), às 20h, no Teatro de Bolso Júlio Mackenzie Sesc Palladium
'Inaptos? A que se destinam...', com Teatro de Anônimo (RJ), às 21h, no Grande Teatro Sesc Palladium (haverá nova apresentação no sábado)
Sábado
'Till – A saga de um herói torto', com Grupo Galpão (BH), às 18h30, na Praça do Papa

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS