Baleias jubartes da Bahia servem de inspiração para peça que chega a BH

Montagem do grupo 'Pia Praus' fica em cartaz até domingo no Circuito Cultural Banco do Brasil

por Walter Sebastião 08/08/2014 08:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mayara Luni/divulgação
(foto: Mayara Luni/divulgação)
Chega a Belo Horizonte uma companhia de teatro ilustre, trazendo espetáculo dedicado às crianças e para fazer temporada de quatro semanas. O grupo paulista Pia Fraus apresenta O círculo das baleias, que entra em cartaz amanhã no CCBB-BH.


“É uma história de companheirismo e amizade contada de forma diferente”, explica o diretor Wanderley Piras. Tudo começa com tecidos que vão virando seres do mar e se transformam em Jujuba, um filhote de baleia. Órfã e com a ajuda do pinguim Gardel, ela sai à procura de um lugar onde possa viver em paz.

“O espetáculo enche os olhos”, garante Piras, referindo-se ao fato de o grupo não economizar energia e recursos, como música, dança e bonecos, para levar o público ao fundo do mar. O texto é de Beto Andretta, um dos fundadores do Pia Fraus, que se inspirou nas jubartes de Abrolhos (BA).

O círculo das baleias é um dos três espetáculos que o grupo paulista estreou este ano para comemorar suas três décadas de atuação. Os outros são Transgressões, que também será apresentado em Belo Horizonte (ainda sem data e local definidos), e Kachtanka.

ShakespeareO nome do grupo, em latim, significa mentira contada com boas intenções. Pia Fraus surgiu da vontade de contar histórias para crianças de forma diferente, com bailarinos. O projeto acabou se ampliando para bonecos, máscaras, circo, artes plásticas e música. Depois, a proposta se expandiu para o teatro adulto, valendo-se de Shakespeare, dos clássicos gregos e de autos populares, sob a regência de vários diretores.

“Nesse teatro imagético, o boneco ganha grande amplitude: pode ser animação de objetos, apêndices do corpo ou resgate de práticas tradicionais”, explica Wanderley Piras. O diretor garante: “No Brasil, 30 anos significam muitas conquistas para um grupo, conseguidas com o fortalecimento estético e o cuidado de criar a infraestrutura que permite desenvolver projetos”.

Pia Fraus aposta na investigação corporal e em formas experimentais de manipulação de bonecos, tendo como referência a cultura popular. “Por mais que nossa linguagem seja reconhecível, cada espetáculo traz novos desafios”, conclui Wanderley Piras.

'O CÍRCULO DAS BALEIAS'
Com grupo Pia Fraus. Sábado, às 15h e às 17h; domingo, às 11h e às 16h. CCBB/ BH, Praça da Liberdade, 450, Funcionários, (31) 3431-9400. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). O espetáculo continua em cartaz até dia 31, aos sábados e domingos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS