Mostra.Lab reúne cenas curtas de qualquer gênero no Teatro Espanca!, em BH

Espaço de experimentação e contato com o público, festival abre caminho para atores com diferentes trajetórias e níveis de formação

por Carolina Braga 01/08/2014 08:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Andréa Magnoni/Divulgação
A cena 'Ilegítima defesa' encerra a Mostra.Lab 2014; festival de cenas curtas passa por dois espaços da capital até o dia 17 e tem entrada fixada em R$ 2,65 - preço do ônibus antes do aumento (foto: Andréa Magnoni/Divulgação)
A ideia é ser um espaço totalmente aberto à experimentação. Sem filtros ou curadoria. A Mostra.Lab chega à terceira edição fiel a essa proposta. Mas, seguindo a ordem natural das coisas, já é bem maior do que há dois anos, quando os trabalhos apresentados eram praticamente aqueles descartados pelo Festival de Cenas Curtas, do Galpão Cine Horto. O evento que a partir de hoje ocupa o Teatro Espanca! e, depois, o Esquyna, cada vez mais caminha com as próprias pernas.

Serão 16 dias de programação, com 64 cenas de até 15 minutos, todas inéditas. Lembrando que a ordem é a democracia, vão se apresentar aqueles que se inscreveram primeiro. No conjunto tem desde trabalhos experimentais de integrantes de grupos conhecidos como Armatrux e Luna Lunera, passando por criações de alunos de todas as escolas de teatro da cidade e até forasteiros de São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro.

“A Mostra.Lab é um espaço para experimentar mesmo. Não tem caráter competitivo, não temos rigor com tempo. É um espaço para ter contato com o público e ter um retorno”, diz Denise Lopes Leal, idealizadora e coordenadora do evento. Pensando que a riqueza do projeto é justamente a oportunidade que dá aos artistas de testar seus trabalhos, todos os dias, depois das apresentações são realizados debates com convidados.

Professor da Universidade Federal de Minas Gerais e integrante do grupo Mayombe, Marcos Alexandre é o mediador desta sexta-feira; Juliana Pautilla, do grupo Teatro da Figura, do evento de sábado; e, no domingo, quem comenta é Walmir José, professor do Centro de Formação Artística do Palácio das Artes (Cefar).

MOSTRA LAB

De sexta-feira, 1º de agosto, ao dia 10, às 20h, no Teatro Espanca! (Rua Aarão Reis, 542, Centro, (31) 3657-7348).
Do dia 11 ao dia 17, no Esquyna Espaço Coletivo Teatral (Rua Célia de Souza, 571, Sagrada Família, (31) 8647-6627). Ingressos: R$ 2,65 (valor da passagem de ônibus sem aumento).

Programação


Sexta-feira, 1º
Lucas Emanuel (BH) – 'Enquanto esperamos (e eles não saem do lugar)'; Fabiana Dias (BH) – 'De vir'; Joel de Carvalho (BH) – 'Stand-up comedy com Joel de Carvalho'; Fabrício Trindade (BH) – 'O aniversário da Didi'

Sábado, 2
Helena Almeida (RJ) – 'Vômito'; Danilo Roxette (SP) – 'Stabat Mater'; Igor Ayres (BH) – 'Coração denunciador'; Dominique Macbé (BH) – 'Nicole Wolfman'

 

Domingo, 3

Paty Teles (RJ) – 'Olhei para todos os lados e não vi Deus'; Ruy Carvalho (RJ) – 'Banho de sol'; João Gabriel Walter (BH) – 'Marias'; Marcos Riby (BH) – 'Paradise: tudo acaba onde começou'

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS