Projeto oferece gratuitamente livros nos táxis de Belo Horizonte

Fruto da parceria de editoras com aplicativo para celular, empréstimos já são feitos em 25 cidades brasileiras

por Ana Clara Brant 23/07/2014 08:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Magalhães/EM/D.A Press
O taxista Flávio Gonzaga conta que passageiros gostam de ler durante as viagens (foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press)
“Meu táxi nunca fica sem livro”, assegura o motorista Flávio Simões Gonzaga, um dos participantes do projeto Bibliotáxi em Belo Horizonte. Apoiada pelo Grupo Saraiva e pelo aplicativo Easy Táxi, a iniciativa tem o objetivo de estimular bibliotecas colaborativas.

A ideia foi sugerida pelo jornalista e escritor Gilberto Dimenstein, do site Catraca Livre. Em 2012, havia um táxi rodando no bairro paulistano da Vila Madalena com vários títulos. Dimenstein procurou o mineiro Tallis Gomes, fundador da Easy Táxi, para que apadrinhasse a iniciativa. “A nossa frota de cerca de 10 mil carros começou a circular por 25 cidades com livros a bordo. O passageiro escolhe um exemplar, leva-o consigo e, depois de lê-lo, devolve-o nos bolsões instalados no encosto do banco dianteiro”, explica Tallis.

O motorista Flávio Gonzaga destaca o sucesso da Bibliotáxi. De acordo com ele, há casos em que os próprios taxistas e a clientela se encarregam de fazer a doação. “Antes do projeto, sempre deixava um jornalzinho ou uma revista no banco. Acho que é um incentivo à leitura. Muitas vezes, o cliente fica preso no trânsito e sem nada para fazer. Livro é sempre um ótimo programa, todos os meus passageiros adoram”, conta Gonzaga.

Jabuti

Cerca de 80 mil exemplares foram doados ao projeto pelo Grupo Saraiva. Entre os títulos estão clássicos literários, lançamentos e best-sellers, além de obras da Editora Saraiva e do selo Benvirá. É o caso de 'Nihonjin', de Oscar Nakasato, vencedor do prêmio Jabuti de 2012 na categoria romance.

Entre as parceiras da ação estão as editoras Casa da Palavra, Companhia das Letras, Globo, Intrínseca, Leya, Melhoramentos, Nova Fronteira, Novo Conceito, Objetiva e Sextante.

“Educação, cultura e lazer devem estar disponíveis para todos, porque são essenciais para a construção de uma sociedade competitiva e sustentável. Essa ação, no ano de nosso centenário, reforça o compromisso do Grupo Saraiva em tornar o conteúdo e o entretenimento mais acessíveis e estimular a circulação do conhecimento em todo país”, ressalta o presidente do grupo editorial, Jorge Saraiva Neto.

Tallis Gomes ressalta o retorno positivo do projeto. A intenção é expandir a primeira “rede social física” de livros. “A gente conseguiu algo inédito: unir cultura e mobilidade. Ajudar a formar leitores é uma grande contribuição à cultura do país”, conclui.

Números

  • 60% da frota de táxis de BH usa o aplicativo Easy Táxi
  • 40% dos taxistas usuários do aplicativo aderiram ao projeto Bibliotáxi
  • 25 cidades do país têm táxis com livros a bordo
  • 10 mil táxis aderiram ao projeto em todo o país
  • 80 mil exemplares foram doados para o projeto

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS