Sebastião Nery autografa nova obra 'Ninguém me contuo, eu vi' em BH

Jornalista relata fatos marcantes da história da política brasileira nas últimas décadas em livro

por Carlos Herculano Lopes 22/07/2014 09:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jair Amaral/EM/D.A Press
Sebastião Nery autografa 'Ninguém me contou...' hoje à noite (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Cinco anos depois de ter lançado 'A nuvem, 50 anos de história do Brasil' (Geração Editorial), delicioso relato, testemunho pessoal e histórico escrito por alguém que vivenciou fatos políticos do país nas últimas seis décadas, o jornalista Sebastião Nery vem a BH autografar seu novo livro, Ninguém me contou, eu vi. De Getúlio a Dilma. O lançamento será hoje à noite, na Livraria Status, seguido de bate-papo com o público.

Neste novo trabalho, que vem se somar a uma vasta bibliografia, na qual se inserem os cinco volumes de 'Folclore político', com os quais Nery se tornou conhecido por contar histórias pitorescas envolvendo figuras famosas como JK, Getúlio Vargas e José Maria Alkmim, o jornalista oferece uma série de artigos, ensaios e lembranças relativos a fatos ocorridos de 1953 a 2013. Os textos foram publicados em diversos jornais e revistas.

 Logo no início do livro, Nery traz a público alguns boletins das polícias militares mineira e carioca garimpados em arquivos, nos quais seu nome encabeça listas. Num desses documentos mineiros, de 1953, são citados José Israel Vargas, Felipe Calvo, Iracema Faria e Benito Barreto como “estudantes profissionais”, destacados pelo Partido Comunista para fazer política na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais.

Depois de artigos interessantes sobre sua militância estudantil em Minas – Nery e alguns colegas da Juventude Comunista foram para as ruas de Belo Horizonte, em abril de 1954, protestar contra a visita do então presidente Getúlio Vargas –, o livro avança com uma série de outros relatos da tumultuada vida política brasileira a partir da década de 1950.

 Sebastião Nery é testemunha da história. Foi fiel escudeiro e aliado de primeira hora de Leonel Brizola, ex-governador do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, acompanhando-o nos melhores e piores momentos de sua trajetória pública.

'NINGUÉM ME CONTOU, EU VI
'
. De Sebastião Nery
. Geração Editorial, 528 páginas, R$ 60
. Lançamento nesta terça, às 19h. Livraria Status, Rua Pernambuco, 1.150, Savassi. Informações: (31)3261-6045.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS