Autora de 'Comer, rezar e amar' divulga carta em solidariedade ao Brasil

Casada com um brasileiro, Elizabeth Gilbert estava torcendo pela Seleção, e pediu que o país cuide dos jogadores com carinho depois da vexatória derrota

09/07/2014 09:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Deborah Lopez / Divulgação
(foto: Deborah Lopez / Divulgação)
A escritora norte-americana Elizabeth Gilbert, conhecida pelo best seller 'Comer, rezar e amar', enviou, na noite desta terça-feira, uma carta aos brasileiros, se solidarizando com a derrota histórica contra a Alemanha. Casada com um brasileiro, a romancista afirmou que estava torcendo pela seleção canarinho.

No texto postado em sua página oficial no Facebook, Elizabeth demonstra preocupação com os jogadores que sofreram o enorme baque na partida da semifinal, e pede que o país cuide deles com carinho. No entanto, a escritora não deixa de parabenizar a Seleção Alemã pela vitória, e especialmente pelo espírito esportivo e humildade perante o resultado massacrante em cima da anfitriã do torneio.

Leia abaixo a carta na íntegra:

“Eu não poderia ir para cama hoje sem mandar amor para meus amigos no Brasil, que sofreram a mais devastadora derrota na Copa do Mundo.

Eu fico pensando naqueles garotos brasileiros que perderam o jogo hoje, e me preocupo sobre como eles vão se recuperar. Suas vidas serão profundamente afetadas por isso – e agora eles vão ter que aprender como processar o que aconteceu. Eles tiveram muita pressão em seus jovens ombros, eu acho. Se esperar que eles carregassem os sonhos de um país inteiro, enquanto jogavam em sua própria terra, enquanto competiam com lendas dos heróis do futebol brasileiro do passado, enquanto estão sendo assistidos pelo mundo inteiro...tudo isso é um pouco demais. Eu espero que esses meninos sejam apoiados, não demonizados. Eles são só crianças. Mamãe Liz fica preocupada...

Mas eu também tenho que dizer – parabéns para a Alemanha! Não só pela poderosa vitória (apesar de vocês saberem que meu casamento com um brasileiro me obriga a torcer pelo Brasil!) mas ainda mais pela graça e espírito esportivo que mantiveram um pouco de dignidade e bondade no campo hoje. Isso realmente me tocou. Vocês poderiam ter sido babacas sobre esse jogo, mas não foram. Isso foi legal.

Eu sei que é só um esporte, mas são pessoas reais jogando, e essa é verdadadeiramente uma Copa do Mundo do mundo TODO. Tudo fica muito apaixonado e caloroso, mas eu adoro esse sentimento – por alguns momentos a cada quatro anos – quando todo mundo na Terra está pensando na mesma coisa. Eu não posso evitar em me importar com isso e ficar maravilhada com isso. A emoção coletiva humana é muito impressionante, mesmo quando devastadora.

De qualquer forma...

Fique bem, Brasil, nós amamos vocês! Cuidem desses garotos; eles vão precisar disso.”

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS