Craque da Seleção, Neymar é tema de cinco livros recém-lançados

Fatos marcantes como a primeira ida de Neymar para a Espanha são contados nas obras

por Nahima Maciel 23/06/2014 10:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADAO CONTEUDO SP
(foto: WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADAO CONTEUDO SP )
É difícil bater Neymar. Em campo e fora dele. O craque do Barcelona é o mais perfilado da história do futebol. Só neste ano, graças à excitação causada pela Copa do Mundo, as editoras enxergaram uma oportunidade e as livrarias estamparam o nome do jogador em todos os displays. São cinco as biografias sobre Neymar da Silva Santos Júnior, o camisa 10 da seleção brasileira, responsável por apertar e relaxar o coração dos brasileiros na última semana.

A mais recente é 'O planeta Neymar', do comentarista Paulo Vinícius Coelho, uma edição bilíngue, estrategicamente pensada para chegar ao mercado durante o Mundial. PVC conta que sempre foi fascinado pelo jogador e, especialmente, pela maneira como adiou, durante mais de cinco anos, a carreira no futebol europeu. “O caso de Neymar da Silva Santos Júnior é especial e diferente do da maior parte dos jovens talentosos que despontam para o futebol no mundo globalizado”, escreve o jornalista. “Contra todas as expectativas, ele continuou jogando no Brasil por sua única e exclusiva vontade, um episódio raro e inédito no futebol de hoje”, completa.

O autor inicia a biografia com a primeira ida de Neymar para a Espanha e os testes para jogar no Real Madrid, momento decisivo, que selou o futuro do jogador quando ele decidiu retornar ao Brasil e começar a carreira em casa, no Santos que abrigara Pelé e Robinho. Filho de Neymar da Silva Santos — “um jogador mediano e um pai fantástico” —, Juninho tinha 13 anos quando desembarcou na Espanha pela primeira vez para os testes, mas foi maduro o suficiente para perceber que, se ficasse, correria o risco de se tornar um jogador desconhecido em meio a um time de supercraques.

Entrevistas
É com clareza e paixão que PVC narra essa trajetória, retomada com a mesma admiração e fascínio em 'Neymar — o sonho brasileiro', do dinamarquês Peter Banke. Mais baseado em entrevistas e com menos preocupação biográfica, o livro de Banke se concentra em analisar o fenômeno Neymar e colher depoimentos sobre o craque. Morador do Rio de Janeiro e correspondente freelancer para jornais e televisões europeias, Banke viu Neymar em ação ao vivo pela primeira vez em 2011, durante o jogo de despedida de Ronaldo, o Fenômeno. “(...) Foi como renascer como amante do futebol”, escreve o autor, ao relembrar o impacto causado pelo jogador.

Em 'Neymar de A a Z', a vida do jogador é narrada em forma de verbetes compilados por um jornalista. Quem assina é o próprio Neymar, que também autorizou a publicação, considerada uma espécie de biografia oficial. Até agora, foram impressos 20 mil exemplares de 'Neymar de A a Z'. Os verbetes não são necessariamente cronológicos e muitos deles contam curiosidades, como as gírias usadas pelo jogador e a quantidade de gols realizados até a edição do livro, que corre o risco de ficar logo datado.

Lançado no ano passado, 'Neymar — Conversa entre pai e filho' é fruto de uma parceria dos jornalistas Mauro Betting e Ivan Moré na tentativa de desvendar a trajetória de Neymar Jr. em um texto que acompanha depoimentos de pai e filho.

O craque também encantou o jornalista italiano Luca Caioli, que escreveu 'Neymar, o último poeta do futebol'. O livro não se restringe ao jogador. Caioli aproveita para traçar a história do futebol no Brasil, desde a chegada da primeira bola de couro e as primeiras peladas até a trajetória do menino que, aos 11 anos, encantou os treinadores do Santos.

Mais futebol

Nunca se lançaram tantos livros sobre futebol ao mesmo tempo no Brasil quanto nestes últimos dois meses. E eles seguem as mais diversas direções. Entre os lançamentos mais recentes, estão 'Futebol: objeto das ciências humanas', organizado por Flavio de Campos e Daniela Alfonsi, e uma reedição atualizada de 'Futebol — O Brasil em campo', do jornalista inglês Alex Bellos.

Bellos foi correspondente no Brasil do jornal The Guardian entre 1998 e 2003. Na época, a editora Bloomsbury, que começava a crescer graças à publicação da série 'Harry Potter', pediu ao repórter que escrevesse um livro sobre futebol. Bellos foi além: decidiu escrever sobre o Brasil tendo como espelho o esporte preferido dos brasileiros. “Um jeito de escrever sobre cultura, política, arquitetura, Amazônia é usando o futebol como espelho. O livro é um perfil do Brasil feito pelo futebol”, explica o autor, que voltou para Londres em 2003 e hoje tem uma coluna no The Guardian.

Em 'Futebol: objeto das ciências humanas', a palavra é de antropólogos, sociólogos, historiadores e jornalistas em 16 textos que destrincham os meandros do futebol. Da construção da identidade nacional à crônica esportiva, os ensaios ajudam a mergulhar com profundidade na análise do mais brasileiro dos esportes.

Biblioteca do camisa 10

Neymar – conversa entre pai e filho

De Ivan More e Mauro Beting. Universo dos livros, 192 páginas. R$39,90






















Neymar, o último poeta  do futebol

De Luca Caoili (Italiano). Tradução: Ricardo Souza, Gustavo de Azambuja Feix e Pablo Cardelino Soto. L&PM, 256 páginas. R$ 29,90























Neymar de A a Z

De Neymar. Panda Books, 120 páginas. R$ 29,90























Planeta Neymar

De Paulo Vincius Coelho. Paralela, 248 páginas. R$ 24,90























Neymar, o sonho brasileiro

De Peter Banke. Tradução:Mariana Marcoantonio. Planeta, 224 páginas. R$ 29,90

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS