Fotógrafo mineiro Gui Mohallem lança livro em BH

Obra 'Tcharafna' mostra a experiência do autor no Líbano, país de origem de seu pai

por Walter Sebastião 21/05/2014 10:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gui Mohallem/Reprodução
Mohallem registrou no livro sua viagem ao Oriente Médio (foto: Gui Mohallem/Reprodução )
Uma bolsa para pesquisa artística em 2012 levou o fotógrafo mineiro Gui Mohallem a Beirute, no Líbano, de onde o pai havia saído há mais de meio século para vir para o Brasil. Em agosto do ano passado, Mohallem voltou ao país, e o que experimentou, conta, foram vivências que entrelaçavam poesia e violência. Sentimento que está em 'Tcharafna', livro de arte que será lançado hoje, às 19h30, no Multiespaço Oi Futuro. Além de apresentar a publicação, Mohallem conversa com o público. O encontro faz parte do projeto Foto em Pauta, cujo objetivo é discutir produção contemporânea de fotografia.

“Descobri que sou mais libanês do que imaginava”, conta Gui Mohallem. No Líbano, ele conheceu uma tia de 101 anos, que nem sabia que existia, e observou o contato das pessoas com tradições centenárias. Percebeu também a tensão, inclusive com atentados a bomba, com a guerra civil na vizinha Síria. “Por isso busquei no livro criar um espaço em que poesia e conflitos coexistem. A cor vermelha, por exemplo, alude a sangue, mas com o sentido tanto de herança familiar quando de violência”, conta. As imagens do livro vêm de fotos e frames de vídeo.

Tcharafna é livro de artista, com tiragem de 400 exemplares. “É 100% o que queria, no momento, para este projeto. Um livro delicado sobre assunto delicado”, explica Gui Mohallem, valorizando impressões, papéis, jogos com o vazio, paginas soltas. O fotógrafo é mineiro de Itajubá, formado em cinema e vídeo pela ECA/USP. A primeira exposição foi Ensaio para a loucura (2008), em Nova York em 2008. “Acredito que a fotografia, hoje, deve andar em diálogo com as artes visuais. É convívio que traz sofisticação de linguagem e amplia os limites da fotografia”, defende Mohallem.

Gui Mohallem participou do Paraty em Foco em 2009 e 2011, fez mostras nas galerias Olido, Babel, Bró Cruz e Emma Thomas e foi convidado do programa Descubrimentos da Photo España (2011). Participou também da exposição Panoramas do Sul, no 18º Festival Sesc-Videobrasil. Autores que Gui Mohallem admira são João Castilho, Breno Rotatori e Rodrigo Braga – “são fotógrafos-artistas”, afirma.

FOTO EM PAUTA
Lançamento do livro Tcharafna e bate-papo com o autor, Gui Mohallem, quarta, às 19h30, Multiespaço Oi Futuro (Avenida Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras). Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS