Ricardo Burgarelli retrata personagens históricos em cédulas de dinheiro na exposição Capital

Gravuras do artista dialogam com o filme 'A quem pertence o mundo' e com o conceito de materialismo histórico

18/05/2014 12:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
BDMG/divulgação
Cédulas de dinheiro inspiraram gravuras de Ricardo Burgarelli (foto: BDMG/divulgação)
O artista plástico Ricardo Burgarelli apresenta a exposição Capital na galeria do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Suas gravuras e instalações dialogam com o filme 'A quem pertence o mundo' (1931), roteirizado por Bertolt Brecht. Cédulas trazem rostos de personagens históricos, como a rainha Elizabeth II, Muammar Kadafi, Sadam Husseim e o general Castelo Branco, presidente imposto ao Brasil pelo golpe civil-militar de 1964.

Burgarelli se inspirou no conceito de materialismo histórico. Seus trabalhos falam de opressão, colonialismo e crise econômica. O roteiro de Brecht, aliás, cita a decisão do Brasil de queimar toneladas de café para tentar impedir a queda de preços depois da crise financeira mundial de 1929.

CAPITAL
Trabalhos de Ricardo Burgarelli. Galeria de Arte do BDMG Cultural. Rua Bernardo Guimarães, 1.600, Lourdes, (31) 3219-8486. Diariamente, das 10h às 18h. Até 8 de junho.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS