Música, exposições e cinema estão entre as atrações culturais de BH na Copa

Exposição de fotos de Sebastião Salgado, shows, concertos e festival de cinema integram a movimentada agenda

por Estado de Minas 14/05/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Roslan Rahman/AFP
'Genesis', a aclamada mostra do mineiro Sebastião Salgado, ocupará vários espaços do Palácio das Artes, no Centro da capital (foto: Roslan Rahman/AFP)
Junho será mês de Copa do Mundo e de arte. Vários eventos culturais serão realizados na capital mineira durante o campeonato de futebol. A agenda oferecerá exposições, apresentações musicais, festival de cinema, espetáculos de dança e concertos, entre outras atividades.

Um dos destaques é a aclamada mostra 'Genesis', do fotógrafo Sebastião Salgado, que poderá ser visitada de 4 de junho a 24 de agosto na galerias do Palácio das Artes. O mineiro promete apresentar o que chama de “minha carta de amor ao planeta”. Em preto e branco, ele registrou locais e sociedades ainda intocados pela “máquina infernal” da vida contemporânea. Montanhas, desertos, tribos e animais revelam a beleza da Terra e advertem para a necessidade urgente de cuidarmos dela.

De 9 de junho a 7 de setembro, a Casa Fiat de Cultura, agora instalada no Palácio dos Despachos, na Praça da Liberdade, exibirá a mostra 'Barroco Itália Brasil – Prata e ouro', que reúne peças dos barrocos italiano, mineiro e brasileiro. No Centro de Arte Popular Cemig, serão reunidos artefatos de 22 etnias indígenas brasileiras. A exposição ficará em cartaz de 4 de junho a 5 de outubro. No CCBB, os 50 anos do golpe civil militar de 1964 serão lembrados em 'Resistir é preciso', com trabalhos de artes plásticas, fotojornalismo e documentos.

A bola vai rolar no Mineirão, enquanto a moda entra em campo no Memorial Minas Gerais Vale. De 3 de junho a 20 de julho, 10 estilistas brasileiros exibirão releituras para a mítica camisa 10 da Seleção Brasileira, usada pelo Rei Pelé e atualmente sob responsabilidade de Neymar. 'Futebol: sonho e paixão' vai exibir fotos antigas da revista O Cruzeiro e imagens publicadas no Estado de Minas.

Cinema

 

Em 30 deste mês, será aberto o Festival de Cinema de Futebol (Cinefoot), com filmes sobre o esporte mais querido dos brasileiros. No Belas Artes, haverá mostra competitiva com longas dos diretores Geneton Moraes Neto, Diego Lisboa, Cris Azzi, Fábio Moura e Pedro Asberg, entre outros, e curtas de Anderson Lima, Sahim Omar, Felipe Bravo, Satsuki Okawa e Angelo Martins.

O Cinefoot homenageará os longas 'R49, meteoro atleticano', de Diego Lisboa; 'Futebol total – Canal 100', de Oswaldo Caldeira; e 'Maracanã', de Andres Varella e Sebastian Bednarik.

 

João e Aldir na área

 

Uma “cereja do bolo” da agenda musical da Copa foi antecipada para maio. Em 24 e 25 deste mês, começa a série 'Bom de se ouvir, bom de se Aldir', dedicada à parceria do mineiro João Bosco com o tijucano Aldir Blanc.

O mineiro abre a festa no Teatro 1 do Centro Cultural Banco do Brasil, na Praça da Liberdade. Em 31 de maio, Zé Renato relembrará parcerias “off-João” de Aldir, que, entre outros clássicos, compôs 'Resposta ao tempo' com Cristovão Bastos. Em 7 de junho, Leila Pinheiro promete um repertório com as canções românticas da dupla para fechar o projeto.

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais vai homenagear os 150 anos de nascimento do compositor Richard Strauss ao lado de um convidado especial: o pianista Arnaldo Cohen. O concerto está marcado para 3 de junho, no Grande Teatro do Palácio das Artes.

Espetáculos de dança também fazem parte da agenda. Em 6 e 7 de junho, a Cia. de Dança Palácio das Artes reapresenta 'Entre o céu e as serras', dirigido por Cristina Machado, no Grande Teatro. Outro grupo mineiro, a Quik, vai levar 'Ressonâncias' para um palco diferente: o gramado do Museu Mineiro, na Praça da Liberdade. As apresentações estão marcadas para 21 e 22 de junho.

Teatro

 

Destaque da nova cena belo-horizontina, o grupo Primeira Campainha reencenará a peça 'Isso é para dor' – atualmente em cartaz no FIT – no Teatro João Ceschiatti. A temporada vai de 5 de junho a 13 de julho. Mariana Blanco, Marina Arthuzzi e Marina Viana interpretam três mulheres obrigadas a se esconder num opressivo local. O texto de Byron O’Neill é inspirado no clássico O diário de Anne Frank.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS