Festival de teatro 'Tiradentes em cena' presta homenagem ao grupo Ponto de Partida

Desafio da mostra de teatro é chamar atenção do público que já frequenta outros festivais na cidade

por Carolina Braga 04/05/2014 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Juarez Rodrigues/EM/D. A Press
Idealizadora do Tiradentes em cena, Aline Garcia aposta na diversificação do evento (foto: Juarez Rodrigues/EM/D. A Press)
A segunda edição do Tiradentes em cena tem uma lista de desafios a superar. O maior deles é chamar o público ligado às artes cênicas para a cidade, conhecida por eventos na área de cinema, gastronomia e até motociclismo. Aline Garcia, idealizadora e coordenadora do festival, diz que pretende explorar a diversidade de palcos alternativos disponíveis na cidade. Como está em início de carreira, é natural que o encontro ainda esteja construindo a própria identidade.

O Tiradentes em cena homenageará este ano o grupo Ponto de Partida, de Barbacena. As principais atrações vão se dividir entre o pequeno teatro do Centro Cultural Yves Alves, com capacidade para 120 pessoas, e o palco montado na praça principal da cidade. “Montamos como se fosse em uma sala fechada, com toda a iluminação necessária”, detalha.

É nele que Bibi Ferreira se apresenta na noite de encerramento. Ela estará acompanhada da Orquestra de São João del-Rei, sob a direção de cena de João Falcão, na montagem de 'Histórias e canções', espetáculo comemorativo dos 90 anos de vida e 70 de carreira. Bibi interpretará clássicos de Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim e Vinicius de Moraes, entre outros. No mesmo palco, os atores homenageados do Ponto de Partida apresentarão Travessia, com destaque para a obra de Milton Nascimento.

A abertura ficará a cargo da estreia da atriz de Juiz de Fora, Suzana Nascimento. Ela apresenta 'Calango deu', sob a direção de Isaac Bernat. Entre os destaques da programação, a reestreia do musical 'Raul fora da lei – a história de Raul Seixas', com Roberto Bontempo; 'Eu vi o sol brilhar em toda a sua glória', com o ator indicado ao prêmio Shell por São Paulo, João Paulo Lorenzon, além da performance 'Dos meus olhos saem rosas', de Marise Dinis. Ela se apresentará dentro do Museu da Liturgia. A entrada para os espetáculos é franca.

O objetivo, segundo Aline Garcia, é montar uma programação capaz de agradar tanto a população de Tiradentes como os visitantes. Outro desafio é diversificar as atrações: que não seja de apenas uma região do país ou de estilo único. Por isso, os interessados em se apresentar foram convidados a enviar propostas por meio do site www.tiradentesemcena.com.br . A organização recebeu 382 propostas.

Tiradentes em Cena
De 16 a 24 deste mês. Programação, inscrição e informações: www.tiradentesemcena.com.br

Oficinas
Além da apresentação de espetáculos, o festival oferece cinco oficinas e duas palestras. Lena Cunha é a convidada para falar sobre o artista como gestor de sua carreira e negócio. Já o ator Roberto Bontempo ministra curso de dois dias sobre interpretação. Todas as atividades têm entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS